quinta-feira, agosto 31, 2006


Quero entrar nestas cores

bem devarinho

quero sentir o vento

sussurrando baixinho

Que vou encontrar

alguém que já conheço

será este o meu encanto

será este por quem padeço?

A verdadeira profissão...

Enquanto tomava nota de uma ocorrência de vandalismo numa escola primária,fui interrompido por uma menina de seis anos que olhava fixamente para o meu uniforme.
Perguntou-me: - O senhor é polícia?
- Sim. - E continuei a escrever.
- A minha mãe disse-me que se alguma vez eu precisasse de ajuda eu deveriair ter sempre com um polícia. É verdade?
- Sim.
- Bem - disse enquanto me estendia o pé - podia apertar-me os atacadores,por favor?!

terça-feira, agosto 29, 2006

Recordar...

Dia 6 de Setembro no Pavilhão Rosa Mota
porque recordar é viver...

Amor aos 6 anos...

Na paixão do passado
ficamos embrulhados
Amigos sempre fomos
na vida, separados.
Encontramo-nos pelos filhos
foi mesmo engraçado
pois a história repete-se
e eles ainda são desdentados.

Arranjei um genro...estarei a ficar menos nova?????

segunda-feira, agosto 28, 2006

Para todos.

Queridos amigos que por aqui passam...
A solidariedade está em todos nós.
Passem pelo site da Acreditar
e vejam como podem ajudar.
Obrigado a todos

sexta-feira, agosto 25, 2006

Academia de Música de Espinho


Entrei aqui com 4 anos...aprendi que a música está sempre dentro de nós...e assim ficou na minha vida para sempre.
Não esqueço o saudoso Professor Mário Neves, que nos fazia marchar:"marcha soldado cabeça de papel..."
Ficamos anos à espera de um abrigo novo e...



Aí está a nova casa dos sons e imaginação...
Para as novas gerações feita da esperança de tantas gerações musicais que passaram...
FINALMENTE...

quinta-feira, agosto 24, 2006

Casa da Música para miúdos e graúdos


Sex 1 Set 2006 a Dom 31 Dez 2006
10:00
Workshop Pim.Pam.Pum
Ana Bento
Tendo como base um repertório de lengalengas tradicionais (algumas em vias de se perderem no tempo...), pretende-se neste workshop utilizar, combinar e manipular sons, elementos musicais e outros recursos apropriados para compor, arranjar e improvisar músicas e ainda desenvolver a criatividade e a sensibilidade musical. Destinatários Escolas maiores de 4 anos 1 €


Sex 1 Set 2006 a Dom 31 Dez 2006
10:00
Workshop Percussão
Jorge Queijo
Com este workshop, os sons do corpo, a voz, os utensílios do dia a dia, cadeiras, mesas, papel, plástico, etc. fomentam a imaginação e a improvisação criativa. Através de jogos, movimentos e sons percutidos, aprende-se a comunicar através dos sons

É o que acontece quando somos pequenos...





A definição de planeta a adoptar pela União Astronómica Internacional (IAU) reduzirá de nove para oito o número de planetas do Sistema Solar, alterando a categoria de Plutão, provavelmente, para "planeta anão".

Nunca mais te vi

Tenho tantas saudades, meu amor
Saudades das tuas mãos que se entrelaçavam nas minhas,
das palavras que me dizias sem promessas, sem saberes o quanto te queria.
O tempo passa mas não deixa esquecer
os sons das risadas que davas
por eu ainda ser tão pequena.
tenho saudades tuas,pois és o meu passado que eu não soube transformar em futuro
perdi-me nas ilusões,nas frustrações,nas convenções,
quero voltar para ti, para teu colo e recomeçar.
Lembraste das flores?Dos encontros à beira mar?Das cartas?
E depois foste embora...levaste-me a alma, a juventude,a ilusão, o amor...e nunca mais te vi.
Nunca mais te vi.

quarta-feira, agosto 23, 2006

Portugal...

Ontem,por acaso, no meio do zapping que fazia, vi no canal 2 um programa excelente sobre os avanços da medicina.Era sobre doentes tetra e paraplégicos que tinham sido submetidos a uma nova intervenção cirúrgica um que se colocava no traumatismo da medula células de uma zona nasal.essas células regeneram se e produzem no doente melhoras significativas.Fantástico!Os médicos envolvidos foram a estudio explicar o que tantos querem saber para poderem também usufruir desta nova operação...Qual não é o meu espanto, os ditos médicos aproveitaram para "deitar" abaixo o nosso país e dizer que tinham apoios só de fora.Eu até concordo com a visão deles, mas fiquei um pouco enojada com a atitude.Tantos doentes à espera de uma luz ao fundo do túnel e os fulanos nem uma nem duas...Parabéns à jornalista, que bem tentou dar a volta.
Para quem precisa destes tratamentos, aqui no norte que se dirija ao Hospital de Sta.Mª. da Feira.

terça-feira, agosto 22, 2006

SOL e LUA

Um dia de verão
lua e sol se beijaram
ficaram unidos numa ilusão:
para sempre apaixonados!
O verão passou
lua e sol seguiram vidas
apaixonados e sempre unidos.
Mas o inverno apareceu
e sol e lua apaixonados
não conseguiram segurar-se
no fio terno da paixão.
E o gelo,
esse malvado
entrou de mansinho
gelou almas e carinhos
gelou para sempre a união.
Sol e Lua!

sábado, agosto 19, 2006

Desculpem os poetas, os pintores, os músicoa, os artistas...
Mas regressar a Castelo de Paiva
Terra marcada pela dor e solidão
Que eu amo de paixão
Não estava mesmo no meu horizonte!
Mais uma vez, imensos de nós, sofremos
Entramos em turbilhão
Que fazer à vida, que fazer aos filhos, que fazer ao marido(Já tou safa aqui...)
Logo este ano!
Mas tudo se resolve, tudo vai ficar bem
Desejo a todos os professores que continuam longe de seus lares um bom ano
E que não se deixem ir abaixo.

quinta-feira, agosto 17, 2006

Já cá estou!

No Silêncio da noite
bem devagarinho
empurrei, empurrei,
e vim ver tudo com miminho
O Pai fortalhaço
que lindo que é
mas já tem cabelos brancos
e cheirava a café!
Ela...bonita
sorriu para mim
tem olhos verdes
e cheiro de jasmim
Sou a Belém, nasci a 17 de Agosto de 2006, com 2820Kg e 46,5cm e sou prima da Vareira

Com todo o meu amor!


Quando te vi senti
que jamais iria amar alguém,pois
foste tu, que me abriste para o mundo que sempre chamei.
A música vivia em ti
em mim, recordação ficou,
mas o amor
esse, nunca acabou.
Estarás sempre presente
até eu me ir embora
foste e serás sempre
o meu sabor a amora.
O mundo rodou e rodou,
tive o que todos querem,
mas não sei viver
sem te dizer, que ainda hoje és a cor que me adorna.
Tudo era impossivel
naquele tempo e momento,
hoje apenas perdura
o lamento e o sentimento.
Demorei a perceber
que só tu me fazias viver
amar-te-ei para sempre
mesmo que não o saibas...mas sei que o sentes.

quarta-feira, agosto 16, 2006

Douro Dourado...


Douro Dourado
que adormeceste amigos
da terra com Castelo
banhada pelo Paiva.
Não esqueço essa maldade,
mas não posso esquecer
como belo és,
azul e sereno no Verão
revolto e dourado no Inverno.
Visitei-te com ternura
senti a tua história
viverás eternamente
e seguirás os meus passos para sempre.

Amigas para sempre...

Quando somos muito queridos por alguém que nunca vimos temos lindas surpresas.
E a amizade eleva-nos a um mundo muito melhor.Assim tenho de partilhar a Belém que deve estar mesmo a chegar(a rapariga está malandrota!)pois é fruto do amor da minha alma gêmea, a minha prima Claudia(um dia falarei dela).
Para ela o poema da minha amiga...
BELÉM
Belém é terra de outrora,
É uma terra de hoje,
É um presépio, uma históriade um menino antigoÉ uma Custódia, uma Torre,
É uma espécie de trigo,
É um apelido…

Num dia qualquer de amanhã,
É uma carícia, um sorriso,
Uma voz a dizer mamã,
A gritar pai, a chamar tiiiiia…
Num dia qualquer de amanhã
Será tudo o que quiser,
Belém é nome de mulher!

segunda-feira, agosto 14, 2006

Biba a Cultura

Deixo-vos o momento mais cultural da cidade de Espinho neste Verão...pelo menos onde aparecem as maralhas...
Se houvesse uma marca de cerveja para o Festival de Música de Espinho, o sucesso era...talvez parecido.E o Sassetti tocaria mais tempo...
Quinteto José Cid (11),
Gipsy Maia e José Raul (12),
Irene Vieira e Paulo Sérgio (13),
Banda Musical de Paramos (14),
Banda de Música de Espinho (15),
Miguel & Miguel e José Manuel Baptista (16),
Banda de Música de Silvalde (17),
David Fonseca (18),
Brisa do Mar (19),
BandaNeia (20),
Olga Duarte e Bernardo Henrique (21),
Olímpio Capela e Fredy Carvalho (22),
Grupo de Fados e Guitarras da Costa Verde (23),
Calypso (24),
Tuna Musical de Anta (25)
e As Latinas (26).

domingo, agosto 13, 2006

Para a Belém,que esta quase a nascer

Sentir por amor,a dor do nascer
estarei à tua espera
sem temor.
Nos meus braços
quando te encontrar
sorrirei por te amar.
Sê bem vinda
Belém.


Quem não ama a natureza
que nos faz nascer
nestas águas me despojei
de tão tristes recordações
lá quero voltar
lá quero mergulhar
mas antes...
quero ir curtir a música, o som, a loucura
Viva Paredes de Coura
Saudade sinto por mim
do tempo que fui eu e já não sou
sem recordações do presente
é o medo que me fecha
tenho na solidão o amor
de alguém que vagueia
de alguém que não sei quem é

quinta-feira, agosto 03, 2006

solidão

Hoje não me sinto eu
Foi nas asas de alguém que acordei
Asas sem voar me enganaram
Fiquei liberta de mim
mas não vi quem me levou
senti planar
e quando os olhos se abriram
nem asas nem ninguém estava
para me enganar.

terça-feira, agosto 01, 2006

ontem fez anos a minha melhor amiga.é realmente a minha melhor amiga e escrevi-lhe o seguinte:
"Sonhei que dávamos as mãos
e nos abraçávamos num mesmo amor.
Sacudias-me dos cabelos
fantasmas de solidão e medo
limpando as lágrimas do passado.
Cantavas-me sons da vida sorrindo numa luminosidade
de fim de tarde sob o laranja fogo do sol.
É essa atua cor, a que vejo quando fecho os olhos e o meu coração te envolve com carinho e te agradece.
Obrigado pela amizade, que é a melhor forma de amar."