quinta-feira, dezembro 27, 2007

tenho sono...

Falta-nos tanta coisa...estamos em crise(dizem...)
...e depois o Senhor Primeiro Ministro oferece aparelhos gps...
dizem as más línguas que é para alguns dos ministros saberem para onde vão depois do governo ser reformulado...(li na Visão)...
de certeza que a Sra. Ministra de Educação não precisará de semelhante prenda!
Mas louvo este governo pela coragem de ir para a frente com as medidas anti tabagistas (desde que sejam anti...o governo faz de tudo...),que logo no primeiro dia do ano entram em vigor...pena é que, estando o governo tão preocupado com a saúde dos portugueses, não se tenha lembrado de comparticipar na medicação para se deixar de fumar.Eu gastei o dinheiro...E sei que nos centro de saúde é aquela coisa para as consultas anti tabaco...espera...espera...espera...tivessem os médicos de assinar livro de ponto...isso é que o governo fazia bem!!!
Isto li na Visão e fui rindo com a nossa realidade!!!
E digo eu:quem me dera poder ir viver para Espanha...Olé!
post scriptum: concordo, mas com algumas reservas, com esta lei...afinal ainda me sinto fumadora...e estes também devem ser respeitados na sua liberdade de escolha...

terça-feira, dezembro 25, 2007

fernando pessoa
florbela espanca
odete saint maurice
dan brown
agatha christie
e as margaridas rebelo pinto e
claras pinto correia

maria rita,
ney matogrosso
elis regina
tom jobim
gaiteiros de lisboa
simone
mozart, sempre mozart

gorros e mais gorros
e luvas sem ser com os dedos todos,coloridas

um caderno e um lápis...

Porque o Natal é feito de coisas pequenas, de lembranças de quem e para quem conhecemos e amamos...

segunda-feira, dezembro 24, 2007


Parabéns Papagueno.
Grande beijo com pés...

domingo, dezembro 23, 2007

Bom Natal

Sendo eu assumidamente uma emotiva inata...não posso deixar passar este momento assim sem mais nem menos...
Resolvi procurar...algo que eu gostasse e me fizesse sentir...Natal.
Encontrei em Fernando Pessoa.
Escritor de quem não leio muito, mas que sem querer, ou por caminhos entrelaçados da música e da poesia vou encontrando e me fazem sorrir a alma...

"Chove. É dia de Natal

Chove. É dia de Natal.
Lá para o Norte é melhor:
Há a neve que faz mal,
E o frio que ainda é pior.

E toda a gente é contente
Porque é dia de o ficar.
Chove no Natal presente.
Antes isso que nevar.

Pois apesar de ser esse
O Natal da convenção,
Quando o corpo me arrefece
Tenho o frio e Natal não.

Deixo sentir a quem quadra
E o Natal a quem o fez,
Pois se escrevo ainda outra quadra
Fico gelado dos pés. "


Bom Natal para todos...sem pés gelados!

Bom Natal e...

Depois de receber algumas mensagens de Natal, não pude deixar de dar razão ao meu amigo sportinguista sobre a teoria dele( Gandin de Tondela )e, então decidi colocar aqui uma mensagem de telemóvel, que até foi o meu pai que recebeu, enganadamente...pois o número dele já foi do meu irmão...ou seja, foi uma antiga colega do meu irmão que lhe mandou.Ora como ela até corrobora a teoria do Gandin...nem sabia que o meu irmão já tem um número novo, pelo menos há uns 5 anos...
Então aí vai...
Feliz Natal...Boas entradas, um 2008 em grande.
Feliz aniversário e uma Páscoa feliz.
Um óptimo 25 de Abril, dia da mãe e do pai.
Goza bem os santos populares e restantes feriados.
Bom Carnaval e excelentes férias.
Já está tudo despachado até 2009...
Gostei!!!

terça-feira, dezembro 11, 2007

A vida vai acontecendo...sem acontecer!
Apenas o amor nos dá vida.
Os meus filhos, donos de mim, vão dando passos largos para irem...e vão com o meu sorriso construindo a vida e o mundo.
O João, grande amor, chegou à idade completamente aparvalhada...do "e???", do abana a franja que não existe para nao lhe atingir os olhos(que até estão cobertos pelos óculos!!!), e tem borbulhas na cara...para não falar dos pelitos que aparecem nos sítios importantes...está mesmo parvo!E só diz disparates...mas depois é o máximo a conversar, pois fala como um homem grande, com vocabulário exigente e ideias bem definidas.
A Leonor...goza com o irmão:diz que ele é o dicionário ambulante(ouviu alguém dizer que era a alcunha dele na escola!) e depois fica cansada para escrever as cópias. A escola é mesmo uma seca para ela, pois não pode conversar com o Pedro Abrão, sem ser interrompida pela professora.
Claro que fica de castigo, sem ver a televisão, o que é porreiro, pois fica bem mais activa em casa, sempre bem disposta e conversadora. É o amor que nos une, e que nos faz sorrir do bem e do mal...
E a Beatriz?Já come sopinha e pêrita cozida!Está gordita e quando chego bem perto dela , ela começa a dar como os pézitos, pois sabe que sou eu que lhe dou montes e montes e montes de colinho...sou mesmo uma madrinha de maus hábitos...
E continua de olho bem azul...como a avó Leonor!
E depois...a assistir a tudo isto, de sorriso matreiro e bonito, o olho verde continua a tomar conta de mim...a proteger-me, a ajudar-me, a mimar-me...
Porque a vida acontece sem acontecer...quando sentimos e amamos!
E sim, sou feliz!

domingo, dezembro 09, 2007

domingo, dezembro 02, 2007

O conto de Natal

O João teve de escrever um conto de Natal, e depois leu-o cá em casa, bem enroscadito no sofá, com a família que se foi criando:eu, a irmã, o Luís, o Anacleto e o Chico(os últimos dois, são os peludos e ronroneiros cá de casa!). Foi um dos momentos mais engraçados destes últimos tempos, pois acabamos todos na risota...e claro...sobrou para mim passar em computador...
Não resisto...e depois de lhe ter pedido...aqui vai o texto:

Conto de Natal

"O aprendiz de Pai Natal"

Como todos sabem, o Pai Natal é um homem velho e barbudo...
Certo dia, o nosso homem gorducho, pôs-se a pensar:
“Estou velho, tenho de me reformar.”
Afixou alguns cartazes que diziam:
“Procura-se aprendiz de Pai Natal.”
Passou-se um dia, dois, três... mas ninguém respondia.
De repente, no meio do silêncio, ouviu-se:
Trrim, trrim.
- Estou! – Diz o Pai Natal entusiasmado.
- Está lá? Eu estou a ligar por causa do anúncio.
- Ah! Óptimo! Apareça, por favor, em minha casa, por volta das 10 horas. A minha morada é: rua 12, nº 1234, 5º esquerdo.
- Lá estarei!
No dia seguinte, lá estava ele: um rapaz jovem, de vinte e poucos anos, alto e magro.
- É você o Pai Natal? – perguntou o jovem
- Sim.
- É um prazer conhecê-lo. Chamo-me Alexandre.
- Bom, não há lugar para mais apresentações. Se queres ser um bom Pai Natal, tens que trabalhar duro!
O Pai Natal explicou-lhe como fazer os brinquedos coordenar as renas, como cuidar daquele fato velho!...
No dia 24 de Dezembro o Pai Natal adoeceu.
- O que faço? O que faço? – perguntava o jovem, apavorado
- Calma...
- Mas então e as crianças, vão ficar sem presentes.
- Então, podes ser tu a entregá-los!
- Mas...como é que eu entro dentro das casas?
- Calma, basta aterrares junto das chaminés. Vais ver, tudo acontecerá naturalmente.
À noite, partiu, e fez tudo exactamente como o Pai Natal mandou. De repente, plim, encolheu, encolheu, até ficar do tamanho de uma noz, e entrou.
Entregou todas as prendas a todas as crianças.
O Pai Natal reformou-se e o Alexandre tomou a seu lugar.
Ninguém notou a diferença, pois o novo Pai Natal era tão gentil como o nosso gorducho reformado.
E assim escreve o pequenito...

E a vida continua...

Sempre que aqui tento vir acontece qualquer coisita, e depois passa o momento e...mas hoje venho para ficar!
Os últimos dias tem sido de "grandes" acontecimentos!O olho verde, depois de tirar os parafusos do pé, tem estado por casa de pezito ao alto, mas agora já está bem, pois tirou os pontos.Graças a...alguém que tudo está bem!Entretanto, como sou ciumenta nas atenções, "resolvi" ficar com uma constipação e fiquei uns dias em casa...grande coisa...doente, mas tenho de fazer quase tudo como nos outros dias...vida de mãe é assim...não se pode estar doente!
Mas recuperei, que remédio, a tempo de na 6ª feira ter de ir à 1ª reunião da catequese para a Profissão de fé do João.Mas que coisa...Ainda tenho bem na memória as reuniões para a 1ª comunhão, que foram simplesmente umas palhaçadas...mas lá tive de ir. O meu filho merece que eu vá, que eu engula o que lá dizem, que tenha de fazer de conta que concordo...
Andei na catequese até aos 16 anos, idade em que disse ao padre que não estava a encontrar respostas para as perguntas que tinha. Ele, sempre carinhoso, disse para eu ir e procurar na vida e em outros sítios as respostas que me fizessem crescer, mas sabia que eu um dia voltaria.
Voltei por alguns momentos.Foram poucos e só me fizeram sentir mais longe.
Mas tenho de ir, deixar que o meu filho aprenda os ensinamentos do Homem mais puro de sempre, mas sempre com o cuidado de lhe mostrar os erros católicos.
Sim à bondade humana, à solidariedade, à aceitação da diferença...e sim à liberdade de escolha e de pensamento...coisa que a igreja católica não sabe que existe.
E depois é a hipocrisia...vejamos...o padre da paróquia tinha na sua frente uma série de pais com os seus filhos, e falou, falou sobre a família...e entre esses pais quantos não estão separados e divorciados?Esses em que família católica entram?Para a Igreja esses não existem...
O meu exemplo é o máximo...eu numa cadeira numa fila e o pai do meu filho numa outra cadeira bem longe de mim...é a verdadeira família católica!!!Hipócrita!
Mas é assim...as fachadas são bem mais importantes...e eu não sou deste mundo!
Pior é para o João, que detesta ir à catequese, mas como o pai exige que ele vá , ele vai...até um dia...e depois fica sempre dividido nestas coisas...andou lá de um lado para o outro, ora no colo do pai ora no colo da mãe...mas ele é mesmo especial, soube estar discreto e fez ver a todos que tudo se resolve sem grandes constrangimentos.
Vim embora com algumas certezas...o meu filho merece que eu ature aquela gentinha, e que a minha fé não é ali que está! Vou continuar com o meu lema de vida:amar quem me ama, ajudar quem precisa, e tentar perdoar...

domingo, novembro 25, 2007

Gift em Sta.Maria da Feira...2006

Passou um ano...da mais bela noite que tive em toda a minha vida...

quarta-feira, novembro 21, 2007

chorar e engordar...

Chove torrencialmente...ainda bem que é lá fora...mas podia ser bem aqui, bem em cima da minha cabeça que me doi, que me queima!
Penso e penso, e acabo por não pensar em nada.Fico apenas na espera que horas e minutos passem para dar razão à existência.
O olho verde está a ser operado para tirar os parafusos do pé!Em Viseu!É longe e eu estou aqui na escola.Espero que ele guarde os parafusos para mim...acho que preciso deles para ficar como todos os outros que me rodeiam...ovelhas de um rebanho bem mandadinhas...É assim que devemos ser!Será?Não...já te ouço dizer, renda...vamos trabalhar como antigamente...na sala de aula a ensinar os miudos.
O João foi numa visita de estudo à Maia conhecer a fábrica da Milaneza!Interessante...ainda não percebi o que de interessante aquilo deve ter...pode ser que ele aprenda a cozinhar...enfim, tanto querem fazer...
E a Leonor? Anda malzita!Anda tristonha na escola e não lhe apetece ir para lá.Adora a professora, mas fazer trabalhos não é para ela...são muito chatos e ela fica cansada. E eu fico preocupada, e a professora também...ela aprende muito bem, mas depois para escrever, fazer as fichas, pintar...é muito, mas mesmo muito aborrecido...e agora vai ao apoio ao estudo e está de castigo!Não vê televisão...e quase quase que não ía aos anos do Gastão(primo de Caminha).
E eu choro porque já não sei o que lhe fazer...porque quero dar mais apoio(como se diz nas reuniões cá da escola!), mas ando de um lado para o outro e quando estou com ela só me apetece estar sem fazer nada a brincar...e choro porque tenho saudades dela, e estou a detestar estar nesta escola...e choro por tudo e por nada...porque desde que deixei de fumar estou assim...chorona e gorda...
Vou dar aula...hoje alguém não viu gajas nuas neste computador...eu ocupei-o!!!

terça-feira, novembro 13, 2007

Anda tudo doido!
Os professores titulares resmungam, os que não o são e querem ser resolveram inventar...alguns nem sabem que mais fazer para ganhar pontos...
e eu só quero mesmo, é dar aulas sem ter de preencher papeis!
E a estrada está quse pronta...
continuo sem net...só aqui na escola e estou nos meus 45 minutos de direcção de turma...
bjos e abraços...hehehe

terça-feira, novembro 06, 2007

Estou sem computador em casa...pifou!!!e net é mesmo para o tecto!!!
Aproveito para vir aqui na escola, mas é dificil...estes computadores são para trabalhar...dizem alguns...e para ver gajas nuas...dizem outros!!!
Palhaçada...mas depois conto as novidades...beijinhos para todos

domingo, outubro 28, 2007

mimos...

Da Florbela Espanca, saíram palavras sonhadas e sentidas...que me entram na alma...
Em ti o meu olhar fez-se alvorada,
E a minha voz fez-se gorgeio de ninho,
E a minha rubra boca apaixonada
Teve a frescura do linho
principalmente agora que deixei de fumar...a parte da boca...

muda a hora...

cá por casa o natal foi sempre a 24...dia em que faço as minhas palhaçadas de Pai Natal...

hoje são...28 de Outubro!
mudança da hora...que como sempre põe o pessoal todo louco!acordou tudo estupiamente cedo, e o dia nem parece acabar.
a leonor já adormeceu, e ainda bem pois a professora falou comigo(no sábado de manhã na catequese)sobre a leonor andar com sonito.fiquei, como sempre, preocupada e vi logo o que se passava:dia em que vão ao pai, chegam mais tarde...adormecem mais tarde...e no dia a seguir é aquele filme!mas paciência...pai é pai!!!e eu que me lixe a ouvir estas cenas.é que depois penso logo e acho que a culpa é mesmo minha.e não será?se calhar até é!
bem...mas o dia está quase passado...e não acaba mais.
e...o natal que ainda vem longe...
faltam aniversários importante...da minha prima de colónia, do marido dela, o bruno belga, do gastão e da alexandrina, que sei que é num feriado de dezembro, qual?...
mas já começam as movimentações:onde vamos, com quem vamos, quem fica e quem vai e onde?
o meu irmão vai a chaves, com a rita e beatriz.
o olho verde vai para tondela, para casa da avó.
os meus filhos vão para o pai(é ano lá!).
a coisa está gira...
este ano, só vou ser Pai Natal, a 25...

quinta-feira, outubro 25, 2007

Leite creme versus creme de leite!

Tudo me acontece...e sempre nas alturas em que tudo me parece bem mais grave do que na realidade é!
Este fim de semana que passou, o verão, sorrateiro que é ,ainda andou por aqui, nesta terra de vareiros e mais alguns...e eu, que nem sou nada destas coisas, resolvi proteger a cara como se tivesse no pino do verdadeiro verão!!!Devia seguir a lenga lenga da minha avó:cremes...só no prato(acho que queimado...o meu filho gosta é com canela!)
Bem...logo de manhã peguei num creme, barato e sem ser de marcaXPTO,e muito à forreta passei pelo rosto...ora minutos depois resolvi pôr por cima(camadinha boa...)um protector solar.Aproveitei para besuntar o olho verde que é para o branquela e eu não quero que ele fica queimado...egoísmo meu...pois ele queimado depois quer é estar quietito...(já são horas tardias, posso dizer umas coisitas pseudo picantes...).
E...lá vou eu toda mandada para apanhar raios de sol lindos e maravilhosos.Por acaso foi bem giro, pois encontrei a minha afilhada...sim...aquela por quem esperei doidamente e fico doida por estar pouco tempo com ela...mas melhores dias virão!!!
Bom sol...e alergia linda e bonita...e estou a esfolar!Fiquei com uma cara horrível...e qual não é o meu espanto, quando olho bem bem para mim e vejo-me...eu com mais 10 anos!
Estou mesmo a envelhecer e não estou a gostar, e não estou nada a sentir-me bem!
Já não faltava o engordar, deixar de fumar,andar cansada,sentir-me insegura com tudo isto...e agora estou a envelhecer!Vou fazer 39 anos...estou no fim do prazo?Já acabou tudo?A pele não fica mais lisa!A infantilidade que sempre gostei de ter perdeu-se!E...quero esconder-me do sol, da chuva,de todos...
Conclusão:mau feitio que tenho tido...e sempre com quem não merece, e com quem mais quero estar...será que perceberam que eu estou a envelhecer?
Não quero envelhecer já...ainda me falta fazer umas coisas importantes sem estar envelhecida...
Afinal a minha avó não tem razão...creme também na cara para tapar as ruguinhas...

terça-feira, outubro 23, 2007

Parabéns Titi...
já sabes...nem preciso dizer...

Mails...

Recebi este mail...que é daqueles que se mandam a toda a gente.
Quem mo enviou é uma pessoa que adoro e de quem tenho imensas saudades!Beijos para ti...sei que me vives aqui...
E sei, que o fez, com intenção, mesmo, de eu o ler...
Detesto os mails reenviados sem uma palavrita pessoal...e por causa disso tento não reenviar os que recebo sem essa palavrita...por acaso tenho tido "conversas" com amigos e amigas que só por fazer reenvio normal,sabem que estou viva..., mas nem dizem nada...
assim...mantenho a minha sanidade mental...que nunca foi, nem nunca será muita...graças a...quem vocês quiserem!!!


O que é de facto significativo?
O filho que muitas vezes não limpa o quarto e está a ver televisão, significa que está em casa.
A desordem que tenho que limpar depois de uma festa , significa que estivemos rodeados de familiares e amigos .
As roupas que me estão apertadas, significa que tenho mais do que o suficiente para comer .
O trabalho que tenho a limpar a casa, significa que a tenho .
As queixas que escuto acerca do governo, significa que tenho liberdade de expressão.
Não encontro estacionamento, significa que tenho carro.
Os gritos das crianças, significa que posso ouvir.
O cansaço no final do dia, significa que posso trabalhar.
O despertador que me acorda todas as manhãs, significa que estou vivo.
Finalmente pela quantidade de mensagens que recebo, significa que tenho amigos a pensar em mim.
QUANDO PENSARES QUE A VIDA TE CORRE MAL LÊ OUTRA VEZ ESTA MENSAGEM .

Acho que sim...vou lendo...
num embalo nocturno
fecho os olhos para respirar
respiro-me dentro de mim e de ti
e sonho iludida em cores celestiais...
são rosa, dizem uns, são azuis rematam outros, na ideia de que o céu, é onde os sonhos pousam...
mas as ilusões, essas que nos movem na vida, antes de se esfumarem estão bem ali
ao lado de quem se embala...

quarta-feira, outubro 17, 2007

Espero que ninguém consiga ler...desabafos!

A semana não acaba!É a das reuniões, que já deveriam ter acontecido logo no inicio do ano...mas nesta escola...enfim!estou exausta de tudo.barulho, silêncio,rir,zangar...detesto quando me vejo por entre papeis que nada dizem e que em nada vão ajudar os alunos, e depois discuto com toda a gente por tudo e por nada, porque os alunos estão abandonados, porque me mandam calar, porque os alunos não estudam, porque me fazem chorar, porque ninguém se interessa com os carinhos que temos de dar aos filhos que não são nossos, e os nossos filhos ficam sem nos ver dias e dias seguidos, porque temos papéis para preencher e histórias macabras para ouvir, porque uma aluna minha de dez anos vem com o corpo em carne viva de ser batida em casa e ninguém pode falar, porque as comissões são para as cunhas e para ninguém fazer nada, porque os deficientes deviam ter salas e espaços para trabalhar e estão metido numa mini sala onde tudo falta,e eu quero gritar e não posso porque os meus filhos só merecem ouvir o meu sussurrar,mas nem me apetece falar, logo eu que adoro conversar, porque me desiludi na amizade e fico a questionar se não serei eu que não sei amar, se sou caprichosa, isso eu sei que sou, mas gosto de mimo e atenção, mas exijo tudo o que dou, e sei que dou sempre em dobro e recebo...ou não!...e até me falta o ar!
Mas...continuo sem fumar, a ser livre dentro de mim e a reaprender a sonhar com o amor que encontrei e nunca mais, nunca mais vou largar!

domingo, outubro 14, 2007

Filho!

a idade da inocência(plagiando a escrita irregular)vai tornando-se idade complicada e difícil de participar...
momentos dolorosos se sentem cá por casa...e eu nem sei o que fazer!
sei que devo ter paciência...perceber que só se explode com quem se ama e se confia...mas doí...
e ele só tem 11 anos!
e eu sou a mãe...que tenho de ouvir e calar...e dar amor, mesmo que ele me diga que as batatas assadas estão salgadas e já não está habituado ao sal!
Fedelho!

Fumar...

Continuo sem fumar.
17 dias sem o fumo e ...
é difícil, continua a ser!
a ressaca, o sentir falta da nicotina foi alucinante!não me digam que é fácil, que é só o mau humor...não!é físico, doloroso, com vómitos constantes...
agora acho que vem mesmo o pior.a vontade ainda que oculta e dissimulada da sensação de pegar num cigarro, do mágico de o acender, e da sensação de prazer que ele provoca...
sei que pareço uma autêntica drogada...e sou, em pequena dimensão, mas sou e por isso sei que se quiser ficar sempre sem fumar, nunca mais vou poder pegar num cigarro.
é essa a vontade que me move, não quero mais fumar.não é por teimosia, ou capricho, ou porque os outros sempre me pediram e imploraram...sou eu, só eu que não quero mais!
e continuo a pagar...mais 49 euros para 15 dias...e depois 99 euros para um mês!
Por isso...este ano, para o Natal o meu amigo secreto já sabe o que tem de me dar...caixinha de esmolas!!!ao menos que seja do IKEA!

terça-feira, outubro 09, 2007

IKEA - a loucura total...

Sabia que a minha vida estava a mudar drasticamente, mas nunca pensei chegar a este momento sublime...rendi-me ao IKEA!
Primeiro vi, revi o catálogo, que, inteligentemente colocaram bem encafuado na minha caixa de correio...e tornei a ver, e a imaginar.Sabia que quando me rendesse ao momento de lá ir tinha de ir com as ideias claras e decididas para não me deixar arrastar pelo consumismo...
Estava avisada de todos os males e pecados que me poderiam acontecer...e...lá fui eu de catálogo em punho, com anotações de preços e medidas para não fugir a nada...
Estava nervosa e ansiosa, afinal já ouvia contar coisas do IKEA desde o tempo que o Belga lá de casa trazia caixas e caixinhas e talheres que vão dar até...casarmos os filhos(pelo menos!!!)
O sonho ia ser realizado e eu ali estava...de sapatilhas para a jornada!
Boa escolha do dia...sábado de manhã depois de feriado...multidão enlouquecida...e eu lá feita pata...a cair no engodo do 1 euro e 1 euro e meio...Fantástico...quem é pobre, é pobre...e o que me valeu no final...foi o cartão de crédito que...queridos leitores...foi a primeira vez que usei!!!
Mas cheguei a casa feliz...mais tralha cá por casa...e tudo fica bem, quando acaba bem...
P.S. 12 dias sem fumar...está a ser difícil...engordei 2 quilos e não tenho nada que me sirva...e sinto-me gorda...mas isso são outros vinténs...

terça-feira, outubro 02, 2007

Fumar...mata!Pagar o medicamento...lixa-me as contas!!!

Só queria esclarecer esta decisão de não fumar...
Tenho 38 anos...linda e maravilhosa...
Tomo a revolucionária(em tempos...) pílula, ou mais conhecida cá por casa como a pastilha anti-irmãos!!!
Sou filha de dois cardíacos, sendo a minha mãe hipertensa...
E neta de um homem lindo de olhos azuis que nos deixou cedo demais por também ser cardíaco...e fumador!!!
E...quero viver...ver os meus filhos crescer...estar por cá mais uns anitos!Ainda por cima agora que encontrei o amor, a paixão, o companheiro que sempre procurei...e ele não fuma!!!
Bjos e abraços a todos que ajudam...
Entretanto vou abrir uma conta para todos colaborarem nesta minha decisão...é que fica caro!

3ª feira...

Cheguei à bocadito a casa.Estou cansada e desanimada, por isso deixei-me entrar na net e fui parando pelos sites habituais:gmail, hotmail,cgd(!!!) até que acabei serenamente a percorrer os blogs que me são familiares.Descobri que lá para cima já chove e que o fim de semana para alguns aficionados do desporto rei não foi feliz...e parei aqui...
Esta altura do ano é sempre difícil para mim, sinto-me ansiosa, deprimida, triste sem razão...e este ano está mesmo a ser complicado!
Resolvi não fumar mais!A sério!!!E, como sei que precisava de ajuda estou a tomar o tal remédio que o Diogo Infante tanto fala...será que ele fumava mesmo?Está mesmo a ser difícil...apetecia-me um cigarro neste exacto momento e estou a lixar-me para aquelas palavras dos outros:tu és forte e consegues...não vais estragar tudo agora?!
PORRA...quero mesmo um cigarro!Deliciar-me no sabor e sentir a nicotina a entrar no meu corpo!Mas não fumo...não tenho tabaco por perto e apesar de me sentir completamente tentada a sair não o vou fazer...e pronto!Deve ser isto que o Diogo Infante sentiu...se alguma vez fumou!
Depois é o cansaço das viagens, que sei que passam a habituação, mas para já ainda só são tormentos!!!
E o desanimo de estar na profissão que gosto, mas no sítio errado!Como é possível estar 90 minutos com alunos de multideficiencias(que palavrão!!!para dizer hiperactivo e autista, síndroma de down e outras coisas mais que eu ainda nem percebi...)sem perceber nada dos problemas deles e não fazer ideia do que eles precisam, querem, fazem?
Até fiz planificações todas certinhas...acabei a levar com uma maraca na cabeça...boa!!!
E eu a ficar eléctrica:sem tabaco(lá vem a ressaca...), entreter meninos(prefiro as substituições!!!), e o "olho verde" sempre sereno na sua...(está aos berros por causa do sporting!), sem perceber patavina dos meus ataques de meia louca em casa por tudo e por nada!
Como diz uma amiga minha:preguem-me já os pregos!!!
.........................................................................................................................................................................
Sinto-me bem melhor agora...desabafei e já me estou a rir...como sempre estou, divertida e bem disposta...a sonhar com a vida, com o futuro, com os meus filhotes, com o "olho verde"...
É bom termos quem amar...
Mas...ninguém tem por aí um cigarrito?Só uma passita?
SOCORRO!!!
P.S. O medicamento é caro, mas para já estar a dar resultado...juro que não recebo nada pela publicidade!!!

sexta-feira, setembro 28, 2007

O beijo aí do burgo chegou...e foi com muita alegria que o recebemos...
Um bom ano para ti também, Renda

domingo, setembro 23, 2007

Marcel Marceau


Quem não vive com o imaginário de um mimo a oferecer uma flôr?



Marcel Marceau
22 de Março de 1923
23 de Setembro de 2007

sexta-feira, setembro 21, 2007

Final de semana...a começar já hoje pois o "dia livre" é à 6ªfeira.

Mas que dia livre?Ainda não parei...leva Leonor às 9, leva João às 10 à academia...vai buscar João, vai buscar Leonor para almoçar...e lá para a 1.30 os dois entram...e pelo meio a tentativa de fazer um almoço saudável sem batatas fritas...massinha com frango que é a delicia cá de casa para os meninos!!!

O olho verde não está, foi ontem visitar os amigos e pais, mas vem logo...a cama esta noite foi imensa...e o acordar meio estranho!Hábitos que se apanham em pouco tempo...a companhia, o sorriso, a voz logo de manhãzinha...os beijos de mimo e carinho...hábitos que já não me lembrava que podiam aparecer e que se podiam sentir assim...e conto os minutos, misturada em sentimentos:ciumeira dele ir...mas compreensão, que espaço de um e outro deve ser mantido...

Engraçado os comentários dos pequenitos cá de casa quando ontem chegaram e não o viram.Leonor:"Se ele gostasse mesmo de ti não tinha ido!Olha deixar-te sozinha!"

O João, que já é crescido!!!apenas perguntou quando ele vinha!

Passei o resto da noite a tentar esclarecer a Leonor, que gostar é mesmo assim...estar junto mesmo separado e não precisamos de estar sempre juntos!Ela aproveitou logo para me contar que reatou o namoro dela com o Gonçalo e que a Margarida não tinha ido para o "Quadro de Honra" porque tinha andado nas beijoquices com o Nelinho!Claro que continuou com as novas cusquices da sala nova...os meninos novos são muito parvos porque estão sempre a pôr a língua de fora à professora quando esta está virada para o quadro(quadro que é horrível...preto e com giz...faz muito pó e alergia à professora...o do ano passado era branco com marcadores!!!)e que o chinesinho não fala nada e vem sempre com a mesma roupa!!!"Horrivel, mãe, horrivel!", remata os 7 anos de gente!!!

O João adormeceu depois de ler mais um livro da colecção Homem Aranha...e hoje acordou bem disposto...e por entre pequeno almoço foi vendo um programa qualquer sobre minhocas ou animais estranhos...ainda tentou explicar-me...

E aqui fiquei ontem!!!Não consegui acabar o texto, pois o almoço tinha de ser feito para as horas serem cumpridas...
Hoje já é sábado...e o dia está silencioso...

segunda-feira, setembro 17, 2007

Primeiro dia...já passou!!!

Depois de um dia de escola, o João estava feliz...já vai tocar na orquestra da Academia!!!
A Leonor portou-se lindamente e fez tudo a tempo e horas!!!
Bom começo...amanhã...começamos nós...os desterrados para Castelo de Paiva!!!E eu com ensino especial!E o Luís com o Plano Nacional da Matemática!
A ver vamos!!!

Os Lobos

Porque as palavras dela... são as minhas...e orgulho é de todos nós...
Força Lobos

Começou o ano escolar

Hoje o dia começou bem cedo!Primeiro dia de aulas a sério, já sem a tradicional recepção aos alunos.Está tudo pronto!
A Leonor acordou engraçada e desejosa de ir para a escola nova. A escola do ano passado fechou pois não tinha condições físicas para os meninos, por isso este ano foi para a nº3...é uma escola com muitos meninos e ela espera vir a gostar!Gostei do comentário dela:"Mãe, gostava mais da escola nº1, era pequenina, assim como a nossa casa!"
Percebi a angustia, a nº1 era bem mais familiar, todos se conheciam, e agora são tantos meninos...mas foi contente e orgulhosa da mochila nova.Até foi baratinha!!!
Olhei para ela ao passar pelo portão e derreti-me!Como ela está grande e bonita!E tão meiguinha ao despedir-se de mim...pensar que ainda ontem à noite me apetecia trincá-la depois das birras todas que fez e das ciumeiras da prima por ser pequenina e de eu andar com ela ao colinho...que rapariga!
Agora é hora de acordar o João.Só tem aulas à uma e meia, mas tem de se habituar a levantar cedo para estudar...com o avô!Sim, que a "sala de estudo" é com o avô,é com ele que o João estuda e faz os trabalhos de casa, e revê as matérias e estuda violoncelo.O avô é tudo para ele, e...apesar das netas o adorarem, o João é mesmo tudo para este avô...meu pai!
O João está a começar a adolescência, e está a ser um processo bastante doloroso...chora, amua, refila...e sente-se triste e infeliz!Foi o que me disse, por entre choro sentido.Fiquei de rastos!Eu que tudo faço, que tudo tento fazer para ele ser feliz e se sentir bem.Mas ele chora tanto e sufoca.E eu percebi que não posso fazer mais nada do que estar ali, presente e com carinho, abraçar e ouvir o que ele me tem para dizer.
O dia começou bem cedo...está cinzento lá fora, mas eu continuo às cores para lhes dar as minhas mãos e o meu coração...e estar aqui para eles.
Bom ano para vocês, meus amores...

sábado, setembro 15, 2007

Mahnahmahnah!

Quem não se lembra...è simplesmente delicioso!!!Deu-me para a nostalgia de outros tempos...OS MARRETAS!!!

sexta-feira, setembro 07, 2007

Olho Verde...

Ao ler o passado, que é recente, encontrei tantas delicias!
Sentimentos desejados, momentos ansiados...tantos delírios recheados de belos e deliciosos perfumes...
Mas foi bom ler passados...pois encontrei-me no presente que sempre pensara que um dia, talvez...talvez ainda fosse abençoada e ter...
Não acredito na sorte, mas acredito que o caminho é traçado, sempre nos dando duas estradas para seguir...e nós é que escolhemos...
E eu escolhi... escolhi viver, amar, sonhar, sorrir,aconchegar...
E tu, Luís, és a estrada que eu escolhi, és a bênção que recebi...
Sou Feliz contigo...

Casa na Pradaria...

Depois de muitas voltas a pensar em que prenda te havia de dar...sei que esta lembrança é mesmo de mim para ti.
Parabéns Zézinha

terça-feira, setembro 04, 2007

Meias...

Blogar ou simplesmente andar por aqui, leva-me sempre, por razões familiares, primeiro, e depois pela admiração e gosto pela escrita irregular...regular...leva-me sempre, dizia eu, ao blog escrita irregular!
Desta vez não posso deixar de comentar aqui o post sobre meias!
Na realidade, as meias são para mim o delírio inconcebível de uma civilização à beira de um ataque de nervos!
Ora vejamos...e neste momento já utilizo o plural majestático...estou nervosa...
Calçar uma meias, sejam quais forem, para Nós são sempre o dilema do dia...por isso Adoramos o tempo quente(e eu detesto calor...)para...não as calçar.
Começamos sempre por ver a côr, as risquinhas, os bonecos e afins.Sim, porque Somos daquelas almas doidas que de tudo tem um pouco!
Se combinam com a roupa interior...se combinam com os sapatos(mais são as vezes das sapatilhas e botas...)se em nada entram em choque com as calças(ganga de preferência...)e...finalmente se andam com amores sincronizados com a camisola!
Ora, a tarefa é engrandecida pelo sono de manhãs outonais que se avizinham...
Depois é o martírio!Se são até ao joelho e não apertam as minhas pernas de músculo já meio mole(meio!!!) arranjados e treinados dos tempos de outrora no ballet!Ou se acabam por ser aqueles mini pézinhos que fogem do pé "a raio que te apanho"!Não sei quem os inventou, mas de certeza que nunca provou a sensação maravilhosa de pé ao léu!!!
E quando se veste uma saizita?
Pesadelo!Temos sempre de ter 2 pares de meias calças...ou em licra...ou de vidro...com malha XPTO!Já Nos Vemos à nora para Nos Decidirmos o que comprar...
E o momento solene de as vestir...ou calçar??? ficamos desesperadas...(já chega o majestático...estou a relaxar...)começo lentamente pela perna esquerda(canhota que sou...)e vou cuidadosamente puxando, como quem faz um strip ao contrário...e ficando com a sensação de aperto...quando passo, vitoriosa à perna direita...já armada em carapau de corrida...foguete pela perna acima!É a loucura total...pois tenho de começar tudo novamente e concentrada, coisa que para mim é desastrosa!
Claro que depois da 2ª tentativa a coisa vai...mas sei que não chega ao fim do dia inteira...há sempre qualquer coisa que as atrai...para as desflorar!
E a custurazinha que no pé que nunca fica direita?Fica ali...para lembrarmos todo o dia a sua existência!!!
Mas...e...
Quando , já meia descabelada passo a porta de casa, penso ainda em mais uma noção importante para Nós(o majestático...sinal de nervos...): e, se Nos acontece alguma coisa e Vamos parar ao hospital e Temos de tirar as botas?Será que vão perceber que a meia do pé direito tem um mini buraquito?
Lá se vai o majestático...
Dilemas em final de férias...

Prometido é devido!



Caldeira Velha...

Um dia vou voltar lá!

Turismo Açoreano...

O falado e comido...e caro ananás...

As Fumarolas


A Lagoa das Sete Cidades

Turismo Açoreano...


A todos que aqui passam...apesar de ser caro ir até aos Açores...

Visitem as ilhas.

São nossas e todos devíamos lá ir.

Conhecer não só a natureza, plena de beleza, mas também quem lá vive.

Sabiam que só em S. Miguel é que existe sotaque?

E os Micaelenses são pessoas fechadas, mas, com um sorriso aberto, com uma palavra carinhosa, são extremamente acolhedores?

Sempre ouvi dizer que por serem insulares, eram fechados e de poucas falas...mas eu apenas tenho de dizer que fui muito bem recebida em todos os lugares por onde parei.

O olho verde diz que é o meu sorriso que conquista...mas ele é suspeito!!!

Mas tenho de confessar...não percebia patavina do que eles diziam!Por isso... sorria!

Açores - S. Miguel


Depois de uma noite mal dormida,ainda com a adrenalina do voo, acordei numa mistura de ansiosidade e receio!Como será isto?Será que vou gostar?Será que valeu a pena vir?
As questões eram diversas e sempre em dois sentido...era a ilha, e era o estar em pleno com o olho verde!
Saí meia estranha, encolhida no coração...10 dias longe do meu mundo, a entrar num mundo que tinha ouvido falar meses a fio!

E a aventura começou...
A Natureza começou a mostrar-se em cores divinas:o verde dos campos a beijar o negro das praias que se expandia no azul do oceano...Se existe algo divino, criador de tudo e de todas as criaturas...ele esteve em S. Miguel e pintou serenamente o paraíso!
Nunca tinha vista nada igual, de uma beleza protegida por si própria, de arregalar olhares silenciosos, carregados de admiração!
Por entre risos e sorrisos, senti-me flutuar nas brisas vindas do azul e comecei a descontrair, a deixar-me levar pelos sentidos e emoções que devagarinho se entrelaçavam em mim. O meu mundo estava longe, o meu mundo que me agrilhoava a sentimentos perdidos, soltava-se e deixava-me estar viva.
Foi o que aconteceu, ao fim de tanto tempo, senti a vida correr para mim...vale a pena estar viva!
Continuando a jornada (porque o dia estava lindo de morrer...não digam que está sempre chuva em S. Miguel...é mentira!), desci às pequenas piscinas que de todos os lados surgiam, aquecendo a agua salgada.O negro das rochas fez-me viajar até ao meu pequeno milagre e liguei-lhe entusiasmada com o que via:"João, aqui as rochas são todas pretas...é o máximo!"...resposta de 11 anos de filho:"Ó mãe, então não sabes que é rocha de origem vulcânica!".Pressenti um "Dah"...ficamos pelos beijinhos e boas férias e eu entalada na minha ignorância!
E fui andando, percorrendo de lés a lés a ilha verde rodeada de azul...
As Furnas com as suas fumarolas, sinal de vida na terra, e o parque lindo coma a piscina de água castanha e quente...autêntica sopa...só faltavam as couves a boiar...maravilha para a pele!
E o meu olho verde a mostrar-me tudo, o que ele sente que eu gosto e deliro!O coreto de acústica genial...abobadado com a ressonância à capela, onde ouvi o que sinto por ti...também gosto de ti!
O Ilhéu, visto e saboreado lá, é ainda mais bonito do que se vê na televisão, com águas limpas de civilização, onde se convive com peixes enormes, que brincam por entre os nossos pés...
Lá encontramos os colegas de tão longínqua terra...Castelo de Paiva...risota!
A praia da Ribeira Quente, onde o mar aquece com o fervilhar da terra...adorei estar ali, adorei mergulhar nas águas como em tempos idos o fazia...com vontade de ser peixe!
E as Lagoas?Foi emocionante estar tão perto do que vemos em postais e fotografias.São bem mais bonitas do que podemos pensar, pena é que estejam a desaparecer devido a problemas ambientais.
A Lagoa do Fogo!Soberba!Apetece ficar ali...a olhar, a sentir e nunca mais vir embora.
Mas o melhor estava para vir...Caldeira Velha!
O dia estava de morrinha, que nos colava em humidade quente, mas o dia era perfeito!
Água quente, queda de água termal...e eu lá dentro a fundir-me na mãe natureza!
E tantas coisas mais, e tantos sentimentos mais, e tantas emoções mais...
A ilha conquistou-me em pleno, e o Amor deflagrou ainda mais em mim...
Fiquei num estado que nunca pensei poder ficar novamente...desde os meus tempo de adolescente...
ARREBATADA!
Arrebatada com a ilha, arrebatada com as cores, arrebatada com os cheiro(a enxofre!!!) e... arrebatada por ti, olho verde...
Quem não se arrebata, não sente!

sexta-feira, agosto 31, 2007

Novo blog...muito para o verde...
vale a pena dar um olhar...

segunda-feira, agosto 27, 2007


Não sei porquê, mas gostei muito desta terrinha lá na ilha de S. Miguel!!!
Consegui "alugar" o computador...mas tenho mesmo de me despachar!
A Leonor foi dormir à avó, o João está a curtir o canal Disney(que eu, relutantemente, acedi a deixar ter cá em casa!), e o Luís anda a arrumar tralhas para poder ter espaço cá em casa para ele!!!Sim...já se mudou cá para casa!
Lá vou eu contar as minhas aventuras avionescas...
Foi alucinante!
A ida, já depois do sol posto, prometia algumas experiências, mas nada me fazia pensar que iriam ser tão traumatizantes!
Depois do check-in e de conversas de despedida, apercebi-me que este mundo está a ficar louco!Não se pode fumar em lado nenhum...mas depois de passado o choque, lá consegui entrar no avião da SATA(a sério que não me pagam a publicidade!), que mais parecia um autocarro para Castelo de Paiva!Até aqui tudo bem...o pior foi quando...fecharam a porta!
Claustrofobia!Comecei a respirar como quem vai ter um menino e não sentia contracções!Socorro, pensei eu em gritar, mas era um pouco demais, e fazer figuras tristes ao lado do meu mais que tudo, que sorria e me olhava com mimo e carinho, não estava mesmo nos meus planos!E também não queria incomodar o actor António Capelo que viajava para continuar as suas gravações da novela!
VIP, a viagem, não???
Ora, quando o bicharoco resolveu levantar, pensei:ainda bem que não jantei quase nada, porque se tivesse comido uma boa jantarada...foi a loucura, o estômago subiu até ao nariz e o cérebro...deslocou-se completamente!
Pensamento no momento:como é que eu depois venho embora???
Depois de 2 horas de voo, de me rir estupidamente com todo o teatro realizado pelos tripulantes...chegou o momento de aterrar e aí percebi que estes pilotos não sabem onde é que são os travões!Travam e deslizam e travam e deslizam...onde terão tirado a carta de condução?
Quando me vi em terra firme(rodeada de agua!!!), como diz o meu irmão...onde as vacas pastam, senti vontade de gritar, e de correr até não poder mais...coisa que na ilha de S. Miguel é equivalente de dizer, dar a volta à ilha!
Mas nem tudo foi tão mau...o regresso aconteceu mais suave, com alguns contratempos...pequenos!Alguém fez check-in e não entrou no avião...pensei:bomba, droga...só comigo é que estas coisas acontecem...mas regressei sã e salva, desejosa de ver os meus pequenitos, e talvez por isso não me tenha apercebido que o estômago veio até ao nariz e o cérebro se tenha deslocado!
Se perdi o medo de andar de avião?
Gostava eu, era de ter asas..mas nunca mais vou deixar de viajar só por causa de um passaroco com motor!
Então e os Açores?
Fica para outro dia...com fotos dos sítios mais bonitos para mim!
E o olho verde?O Luís?
Está ali...

sábado, agosto 04, 2007

Férias 2ª Parte...ida...

Açores...com o olho verde...a primeira vez de avião...
Ainda nem consigo perceber o que vai ser mais importante...
Andar de avião?
Os Açores?
Ou o olho verde?
No regresso conto...

Férias 1ª parte...o regresso

Das férias familiares cá estou eu...sã e salva!
O calor foi muito, como sempre se quer...e o mar sempre excelente.
Os miúdos realmente mereciam as férias com os mimos todos e assim foi, e os avós deles também mereciam passear, conviver sem horas marcadas e mudar de ares.
Foram uns dias de come, dorme, praia, dorme, come e praia!!!Esta parte foi mesmo para mim!
Acho que não fui grande companhia...pensava , pensava e acabei por ter momentos alucinados com as saudades do olho verde...e depois ficava triste, porque queria usufruir de todos os momentos com o João e a Leonor, e estar com os meus pais, partilhar com eles as minhas alegrias e as minhas preocupações...mas a distância que fomos criando ao longo dos últimos tempos sentiram-se.Paciência...se calhar estou a ganhar as asas que já há muito devia ter ganho...
A viagem para cá é que foi alucinante!45 graus em pleno Alentejo!e sempre à espera que ficasse mais fresco!nem eu nem o carro arrefecíamos!Simplesmente de loucos!
E a chegada a casa...o olho verde lá!
Depois ver a Beatriz que já está quase uma senhora!
É bom ir...para regressar ainda mais viva, ainda com mais sonhos, ainda com mais desejos de viver tudo em pleno...
Sobre Espanha...Portugal afinal não é tão mau como nós muitas vezes julgamos!!!

terça-feira, julho 17, 2007

Noticias de Marbelha:
Sol...bastante...
Calor...atura-se...
ventinho atraente...
e o mar com alguma ondulaçao!!!
aqui os teclados nao têm til, ou como diz a leonor...ondinha!
Eu vou andando tipo tartaruga...bem devagar para nao me cansar.
Beijinhos para todos, que isto de estar 15 minutos na net custa 1.25 euro!!!
Aqui tudo se paga!!!

sexta-feira, julho 13, 2007

Férias...1ª parte!

Ora aí está...férias!
E lá vou eu, com os miúdos e meus pais até terras de Marbelha!
Isto é que é vida...dizem...
Serão 15 dias de praia, sorna, praia, sorna!!!
Mas é apenas a primeira parte...porque o olho verde fica por cá!!!
Depois conto para onde vou com ele...
Para todos, estejam ou não de férias...
FIQUEM BEM!!!

terça-feira, julho 10, 2007

As lutas continuam...


Pela Liberdade Sexual
Em primeiro lugar quero deixar um mundo de beijinhos e carinhos para todos que foram "vendo" crescer a barriguinha da Rita para dar à luz a minha "mais que tudo" sobrinha.
(que a Leonor não nos ouça...)
Chegaram sorrateiramente, estávamos nós à espera já mais desesperados de que outra coisa...e instalou-se a loucura surda dentro de mim!Não posso expressar o momento, mas sem dar por ela senti que uma filha me tinha chegado e tudo o resto desapareceu!A minha menina tão desejada por todos e imensamente por mim estava ali...pequenina, rosadinha, linda.Tal e qual eu a desejei...minha!Claro que o pai babado entrou em turbilhão e só diz disparates...não pegues na menina que ela depois fica habituada...lembrei-me dos primeiros dias do sobrinho dele...sempre ao colinho do tio e padrinho babado...agora, o sobrinho já não quer colo de ninguém e já espera por braços mais tenros e novos de umas miúdas para o abraçar!!!O tempo passa...
Claro está que amuei!Mas entre dentes mandei-o...ao pai trengo e bonito...a sítios que ninguém quer ir!Mantenho-me controlada e aprecio os momentos...
A Rita está linda e sorridente como eu nunca a vi!Gosto dela como uma irmã, e não esqueço as palavras e carinho que teve comigo quando mais precisei.Nunca tive irmãs...tirando as minhas primas que eram quase minhas gémeas...tenho agora a Rita, que a sinto e a amo como se minha fosse.
E a Beatriz!?
Fez-me relembrar passados ainda tão próximos.O nascimento do João e da Leonor que foram especiais, como sempre são para todas as mães, mas cada um à sua maneira.O João foi o primeiro, o primeiro amor, a primeira experiência onde a ciência pode evoluir, mas a mãe natureza ainda manda.A Leonor foi o concluir de desejos da menina que demorava a chegar e me regalava pensar que seria a minha companheira.
Momentos dolorosos, mas que depressa passaram quando os vi...ali ao meu lado, já cúmplices de mim e possuidores do meu amor eterno.
E peguei na Beatriz...toda estremeci bem fundo de mim.O cheiro de bebé entranhou-se em mim e senti-me flutuar no mundo.Fechei os olhos, e com ela ao colo levei-a na minha imaginação...mostrei-lhe o sol, a lua, o mar, as flores, a música,os lugares que lhe quero mostrar...e dei gargalhadas com ela e sei que ela me ouviu!Estava encostada a mim, a ouvir-me contar histórias de encantar e as minhas maluqueiras que a vão fazer rir e ser feliz.
Descobri, mais uma vez, que o amor chega assim...e nos faz desejar viver mais em plenitude...
A vida dá tantas voltas...e agora está a dar a volta a mim...recheia-me todos os dias com carinhos, beijos, e muito amor!

quinta-feira, julho 05, 2007

A Beatriz nasceu às 5 horas da tarde.
Já fui vê-la...e ainda não consigo expressar a emoção que senti e o que estou a sentir.
Só a quero cá em casa e dormir com ela bem pertinho de mim.
A minha Rita está bem. Agora é elas virem para casa!!!

Vem aí a Beatriz...

A Rita está na sala de partos desde as 9.30 da manhã...são 15.30 e nada!!!a espera é desesperante...tudo vai correr bem!

terça-feira, junho 26, 2007

26 de Junho

Hoje o meu Pai faz 66 anos.
É o homem mais corajoso que eu alguma vez conheci e, sei que será sempre o homem mais corajoso.
Luta todos os dias por um mundo melhor...e
É meu pai.Deu-me a vida, ensina-me a vida, leva-me para a vida.
Dele dependo em todos os momentos, seja como mulher, como mãe, como professora.
Em tantos momentos me distanciei dele, mas sempre lhe ouvi a voz de recomendações e de carinhos.
Lembro-me de algumas sapatadas...dos risos por ser teimosa e lhe fugir, dos beijos e ferradelas nas orelhas furadas sem autorização dada, das ansiedades no meu futuro, dos desejos e sonhos para mim.
Hoje olho para ele e vejo-me!Somos parecidos, quase iguais nas desconfianças, nos medos, nas lutas, nas teimosias...e no saborear da vida que ainda está a acontecer.
Tanto há para lhe dizer e dizer dele...
É meu pai, e eu adoro-o...e sei que ele nunca me vai deixar...
Parabéns Pai, obrigado por seres tu!

segunda-feira, junho 25, 2007

Palavras...
Poderosas, as palavras ditas, escritas e ouvidas...
Levam-nos a todo o lado, viajando na imaginação das leituras, de palavras escritas por alguém que as disse... que as imaginou.
Fazem-nos viver, em comunhão dos sentidos com os pensamentos.
Magoam-nos, na perdição de sonhos queridos, de sonhos encontrados, mas esquecidos.
Mas são as palavras...as que o vento as leva, que mesmo fugindo nas brisas, são elas que ficam, são elas que moram, são elas que morrem em nós.

sexta-feira, junho 22, 2007

Mais um ano...

Acabaram as aulas...finalmente!
Agora vêm...reuniões...decretos de lei...planos...relatórios de retenções...
Mas...
Parabéns João e Leonor.
Foi um ano dificil, mas vocês mostraram que são uns vencedores.
Tenho muito orgulho!

O QUE É O AMOR?

Visto pelas crianças...

"Amor é quando alguém te magoa, e tu, mesmo muito magoado, não gritas, porque sabes que isso fere os sentimentos da outra pessoa."

"Quando minha avó ficou com artrite, e deixou de poder dobrar-se para pintar as unhas dos pés, o meu avô passou a pintar as unhas dela, apesar de ele também ter muita artrite."

"Quando alguém te ama, a forma de dizer o teu nome é diferente..."

"Se queres aprender a amar melhor, deves começar com um amigo de quem não gostas."

"Há dois tipos de amor: o nosso amor e o amor de Deus. Mas o amor de Deus consegue juntar os dois."

"Amor é quando a nossa mãe vê o nosso papai chegar suado e mal cheiroso, e ainda diz que ele é mais bonito que o Robert Redford!"

Quando amas alguém, os teus olhos sobem e descem, e pequenas estrelas saem de ti!"

Divirtam-se...e amem muito!

quarta-feira, junho 20, 2007

A dar os primeiros passos...este blog que vos anuncio... vale a pena passar por lá!

segunda-feira, junho 18, 2007

MEME...Literatura

Obrigado RendadeBilros...
e porque as palavras são os elos de ligação entre o "eu e o tu..."


ZECA AFONSO
José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos nasceu a 2 de Agosto de 1929, em Aveiro, "na parte da cidade voltada para o realismo e para o mar".
E sem continuar na descrição biográfica por aqui me fico...quem não o conheceu, quem não o conhece!

Grândola Vila Morena

Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade

Dentro de ti, ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena

Em cada esquina um amigo
Em cada rosto igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade

Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto igualdade
O povo é quem mais ordena

À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola a tua vontade

Grândola a tua vontade
Jurei ter por companheira
À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade

Menino do Bairro Negro

Olha o sol que vai nascendo
Anda ver o mar
Os meninos vão correndo
Ver o sol chegar

Menino sem condição
Irmão de todos os nus
Tira os olhos do chão
Vem ver a luz

Menino do mal trajar
Um novo dia lá vem
Só quem souber cantar
Vira também

Negro bairro negro
Bairro negro
Onde não há pão
Não há sossego

Menino pobre o teu lar
Queira ou não queira o papão
Há-de um dia cantar
Esta canção

Olha o sol que vai nascendo
Anda ver o mar
Os meninos vão correndo
Ver o sol chegar

Se até da gosto cantar
Se toda a terra sorri
Quem te não há-de amar
Menino a ti

Se não é fúria a razão
Se toda a gente quiser
Um dia hás-de aprender
Haja o que houver

Negro bairro negro
Bairro negro
Onde não há pão
Não há sossego

Menino pobre o teu lar
Queira ou não queira o papão
Há-de um dia cantar
Esta canção


O Zeca Afonso sempre fez parte da minha vida.Primeiro pela música que fui conhecendo pela mão do meu pai, resistente e lutador,professor de mim mesma na procura das liberdades...e mais tarde pelas letras profundas e contagiantes de sonhos ansiados, perdidos e ainda desejados.
Sinto que as palavras deste grande poeta ainda estão bem dentro de nós, e infelizmente actuais.
Escolhi-o por tudo e mais tudo e porque foi a Renda que me desafiou...a ela devo muito da minha liberdade!
E...escolho...

domingo, junho 17, 2007

A semana está quase a começar e avizinha-se bem "aquecida", contrariando este tempo louco que parece de Janeiro...frio e chuva em Junho?Onde é que já se viu!Em outros tempos já eu estava a morenar e só pensava nas noites de verão que chegariam...
Pois a semana está aí e, ainda não refeita desta que passou, vou tentar encontrar o equilíbrio!Ora eu equilibrada vai ser um espectáculo lindo de se ver...é quase como uma das 7 maravilhas do Mundo!!!
Mas comecemos pelo principio, porque começar pelo fim é muito extenuante para mim!
A 6ª feira acabou por ser o descalabro de emoções acumuladas dos outros dias, com momentos tensos na escola e correrias com os miúdos cá por casa...é o normal, mas desta vez foi ainda mais penoso:o João ainda teve testes a semana toda(viva ao luxo de fazer 3 testes a cada disciplina!!!)e andava completamente exausto.Eu, que sou professora... de pífaro, acho uma crueldade isto acontecer...mas acabo por entender e concordar.Infelizmente apercebo-me que tudo isto acaba por surgir depois dos encarregados de educação da turminha dele (a turma VIP cá do sítio!), se imiscuíram estupidamente e ignorantemente no processo de educação da escola.
Que gentinha!É demais!É este ensino que queremos?Pais, que nem educação sabem dar em casa, depositam os meninos na escola e muitas actividades para os cansar...e depois vão para a escola "chatear" , exigindo mais representantes no conselho pedagógico para "controlar estes professores"!Olha com quem vieram ter...comigo!!!
Logo eu, que amo a escola, que vejo o bom e o mau dos dois lados.
Mas a escola também me vai mostrando o lado "bem menos bom pessoal" dos que lá estão...e quando se fala e se vai vendo as cadeiras do poder a reluzir, sendo poucas cadeiras...o verniz estala e a desilusão pessoal aparece...Ser professor titular é realmente muito importante...para alguns!
E criticamos o desgraçado dos Judas...vender-se e trair...
E eu...que até acredito que ele não fez por mal...e não era professor, lá fui no sábado de manhã à cerimónia do "Pai Nosso" da Leonor.A Casa de quem ele traiu e vendeu!No meu tempo não havia nada disto, e a catequese era engraçada com a Maria Clara muito meiga, que nos pegava ao colito.
Agora não!Impõe-se momentos solenes, música de adormecer a tentar encantar e calar as crianças, palavras complicadas de adoração...e depois aquelas vozes monocórdicas e de falsa tranquilidade!Santíssimo!Acho mesmo que o Santíssimo estava a apanhar uma seca!Mas vá lá...na Igreja de Espinho até se bate palmas no final da cerimónia toda!Modernidade podre e enganosa!
Mas a Leonor ia amorosa, parecia uma menina bem comportada...está tão grande a minha pequenita,sempre de óculos a cair no nariz, com os olhitos bem abertos e espertos a ver tudo.
E a tarde começou com almoço de família com umas sardinhas.Família incompleta, que este fim de semana foi do pai e os miúdos não estavam...e o olho verde foi a ver os pais...mas estava eu, que sou mais ou menos a família toda!
E agora sinto a próxima semana a chegar...aqui bem sozinha e com alguns receios!Final de ano para todos, festas e festinhas para estar e assistir às performances dos filhos...acabo por ver as dos filhos dos outros!Esperar pelas notas que mostram tanto trabalho dos cá de casa...acabo a sofrer com as notas dos filhos dos outros!
Vou estar no sítio errado!
Mas os nossos filhos, os filhos dos professores são compreensivos a acreditam em nós!
A semana vais ser quente...exames, festas,correrias e choros com as raposas (paivenses) que se aproximam...mas eu vou estar por aqui a fazer ginástica mental para tudo correr bem...
Boa semana para todos...

quinta-feira, junho 14, 2007

Não posso acreditar...cancelaram o Festival de Música de Vilar de Mouros!!!
E ninguém faz nada...
Se cancelassem o jogo de futebol de um clube qualquer que se faria...

quarta-feira, junho 13, 2007

O meu filho João teve de fazer um texto para a aula de E.M.R.C.
Já sei que não sou uma mãe normal...e matriculei-o neste disciplina...porque pensava que as aulas na escola dele eram interessantes...enganei-me!Foi para esquecer!Mas adiante...
Pois o João teve de fazer um texto para a dita disciplina sobre como ajudar a turma a ser melhor...e eu achei delicioso e resolvi partilhar com todos vocês.
Vou ajudar o 5º J a ser uma turma feliz
A turma do 5º J, que é a minha turma, é uma turma que, na minha opinião, é feliz, mas precisa de um pouco de ajuda, para o ser ainda mais.

A minha turma conhece-se bem e trabalha para o mesmo objectivo, que é estudar para ter um bom futuro profissional e social.

Se todos nós cumprirmos as regras que foram estabelecidas na turma e no regulamento interno da escola vamos evitar os conflitos (bater, mentir, omitir...) e promover boas relações (escuta dos problemas dos outros, protecção, ajuda...), o que vai trazer vantagens ao grupo: mais coragem, mais rapidez (através da distribuição de tarefas e inter ajuda), mais divertimento, mais tempo livre...

Um grupo precisa de força para passar os maus momentos e a União é a vantagem, a boa relação e a regra, que melhor ajuda a ter essa força, tão desejada.

Partilhar, Perdoar, Respeitar e Colaborar.
O Amor equivale a estas quatro palavras juntas e o Amor é a regra fundamental do grupo.
No 5ºJ partilha-se, respeita-se e colabora-se, mas por vezes não se perdoa. Atenção 5ºJ, temos que começar a fazê-lo, senão, não podemos ser um grupo.
Mas para estas palavras entrarem dentro do grupo, é preciso que já exista Verdade (Honestidade), Confiança (Acreditar em alguém ou algo) e Abertura aos outros (não ser egoísta) no grupo.

Apenas digo mais uma frase:

Para sermos felizes, temos de saber dar e receber.
Se a vida não corresse não estaria por aqui a estas horas...mas a vida tem andado a uma velocidade estonteante, então acordo de madrugada e aproveito o silêncio...
Que bom!Os sorrisos e gargalhadas não faltam, assim como birras infantis que me enlouquecem.
"Mãe, quando acaba a escola?"
Queria que acabasse hoje, mas falta pouco.Falta pouco para os 50% cá de casa, porque para os outros 50%...a confusão, a angustia das avaliações ainda está para começar...vai ser lindo!
50%!Sim, o olho verde já está mais cá do que lá...entrou devagarinho, silencioso e foi deixando pequenas coisas por aqui espalhadas...e agora está cá.
E eu estou feliz.Não me lembro de o ser desta maneira, mas a felicidade é assim, tens cores e aromas, tem sol e lua,tem calor e frio...
É bom ter alguém, é bom ter-te sempre por perto, é bom encontrar-te aqui ao meu lado.
Gosto de ti, Luís...

segunda-feira, maio 28, 2007

O livro da Né

V
Chegada a casa da mãe, onde ficava sempre que vinha de férias, Leonor entrou pé ante pé, como uma adolescente, de memórias longínquas, das noites de borga sem que os pais dessem conta.
Hoje, era uma mulher feita! Detestava que a lembrassem disso, mas que era uma mulher feita, era! Feita de experiências fantásticas vividas pelo mundo fora, que a foram saturando e afastando de todos.
Tinha chegado ao fim da meta e o balanço não era grandemente positivo: mãe solteira de uma adolescente, casa nova, e um mestrado que parecia nunca mais acabar.
O que lhe ía valendo eram os freelance que fazia. Sempre ajudavam nas despesas e lhe revelavam novos materiais para o mestrado.
Politica? As outras riam-se e diziam que era para o tacho, mas ela era uma mulher feita de valores. Sempre sonhara em promover grandes campanhas, com grandes nomes e grandes ideais e agora, que a meta do resto da vida tinha aparecido, porque não investir no que sempre sonhara?
Talvez um dia alguém notasse que ela era uma mulher de grandes ideais e ideias.
Deitou-se serenamente a pensar no jantar e nas conversas e descodificou as entrelinhas de todos os sorrisos e comentários.
Rita estava desfeita, mas a miúda é nova e vai recuperar. O palerma lá do Luís Miguel ainda havia de voltar como um carneirinho…"dá-me tempo", disse ele, quando sentiu que o romance era mesmo a sério. Compromissos! Nunca querem compromissos, estes tipo de agora!
A Beatriz, amiga de longa data, e o elo de ligação entre todas, continuava serena, mas com um olhar inquieto .Que seria? Não tinha dado para conversar mais proximamente, mas ela sabia que algo não estava bem.
-Amanhã ligo-lhe e vamos tomar um café e descubro tudo.
Bem, a Maria, essa continua na mesma! Louca, desvairada mas ao mesmo tempo ponderada. "Sempre optimista, aquela rapariga!",pensou Leonor já quase a dormir.
Apesar da vida alucinada e de ser uma inconstante nos desejos que tinha, era uma optimista que fazia ficar todos de bem com a vida .Leonor dizia-lhe que ela tinha uma missão grande…e as amigas eram essa missão.
Foi adormecendo com o olhar de Maria, que era o sorriso que a embalava pela noite dentro.
Mais uma semana começa...esta, ainda no rescaldo das provas de aferição...que eu ainda não percebi quem e o quê é aferido!!!
Mas por aqui ainda se está em brasa:eleições para conselho directivo!Oh! Mas que giro!
Depois de se saber que íam unir a escola do 2º ciclo à secundária o burburinho iniciou-se...e entretanto aparecem duas listas!A gargalhada impõe-se para os que apenas votarão, sem receber o poder, a responsabilidade...mas os outros, aqueles que por todas as razões dão a cara para depois darem o corpinho...esses, sorriem procurando nos olhares se terão apoio ou não!
Eu ainda acredito, talvez inocentemente, que para muitos é por amor à profissão, por querer mudar, para melhorar...espero não ficar desiludida!
Entretanto a vida vai correndo, por entre coisas boas e menos boas...
A Beatriz está quase a chegar, e a barriga da futura mãmã vai mexendo, enlouquecendo o futuro pápá...e eu, nem me conheço com a calma que vou sentindo nesta espera.
A Leonor lá vai continuando nos trabalhos escolares...sempre atrasados devido ao encantamento por outras coisas...e depois fica de castigo...não pode ir correr lá para fora como adora,com o vento a bater-lhe na cara de traquina...e choraminga agarrada a mim, sabendo que tenho razão mas a ver se me dá a volta!É fantástica!
O João...continua a ser o máximo:conversas de vocabulário apurado que me faz sentir orgulho e medo ao mesmo tempo.Ele é mesmo diferente e adulto, mas depois é uma guerra para tomar banho...e lavar os dentes!A adolescencia chegou lá a casa e eu não estou preparada!
E o sol vai cair lentamente e eu vou encontrar o colinho que quero...que me ampara em carinhos apaixonados, beijos meigos...e me faz viver.
Adormecerei de mão dada com o futuro, nos braços de quem gosto...e amanhã tudo vai começar...
Boa semana para todos.

sexta-feira, maio 25, 2007

Mais um final de semana!
Finalmente 6ª Feira...que apetecida 6ª Feira!

quarta-feira, maio 23, 2007

A Canela!

Não estou triste!
Por vezes desanimo, mas não estou triste.
Sinto que o tempo se perde por coisas banais,em esperas disto e daquilo.Mas sem interesse.
Tempo que podia preencher com carinhos e ternuras que se descobrem, na leitura das primeiras palavras da terrorista cá de casa,e nas pesquisas para os trabalhos da escola do intelectual...
Sinto falta desse acompanhamento que me é obrigado, mas que acaba por ser querido, tornando-se não numa penosa tarefa, mas sim numa saborosa companhia e união.
E o tempo que me dedico a mim?Para o corpo...como deveria fazer!!!já nem me lembro!um óleo que percorre a pele marcada pela idade, é o luxo a que me dou entre banho e toalhão...
O resto vai sendo como o pó fino de canela!Pouco, raro, de cheiro intenso e apetecível...
Afrodisíaca...a canela... entranha-se em mim e faz-me desejar mais e mais os momentos que procuro e vou encontrando...

quarta-feira, maio 16, 2007

A Amizade não se conta...sente-se...e eu sou assim:sinto no mais profundo de mim própria, tantas vezes em silêncio, sorrindo e gargalhando, chorando e morrendo.
A Amizade não se diz...sussurro-a ao ouvido sem que o vento me leve as palavras...
A Amizade não se mostra...pinto-a em cores imaginárias de olhos bem fechados e que vão surgindo...

O livro da Né

IV

Era quase duas da manhã quando Rita chegou ao hotel onde ficava sempre que vinha ao norte. Estava cansada e teria de se levantar cedo para regressar a Lisboa.
Sentou-se na beira da cama e acendeu um cigarro. Um soluço de lágrimas que se preparavam para a inundar apareceu, e Rita não conseguiu mais conter.
A noite trouxera muitas recordações. Como as tinha conhecido fazia parte da história de amor que ainda lhe manchava a alma.
Olhou sôfrega para o ecrã do telemóvel com esperança de alguma chamada não atendida ou sms por ouvir, mas nada. O ecrã continuava escuro, como ela se sentia.
Todas tinham sido umas queridas e lhe diziam que tudo ía passar, mas não contabilizavam os minutos, as hora, os dias que demoraria a passar.
Porquê?
Tinham-se conhecido numa das viagens proporcionadas pela agência de publicidade onde trabalhava.
A mãe da Rita sempre a avisara para seguir outro curso. Agora tinha uma filha psicóloga a trabalhar em cores, palavras e logótipos, “que nem sei o que isso é!”, refilava com a filha sempre que esta aparecia.
A viagem até ao sul no Inverno não era de se deitar fora, por isso Rita melancolicamente com os seus 28 anos foi apreciando a paisagem por onde passava.
Logo que chegou, apresentou-se e foi levada para uma sala onde outros publicistas se encontravam e discutiam as novas tecnologias. Viu-o logo que entrou: alto, moreno, expressivo na maneira de falar.
Há muito tempo que não via alguém assim parecido…e ficou fascinada com o “colega” de workshop!
As sessões foram decorrendo com algumas inovações até à hora do jantar, que seria servido numa grande sala, só para os participantes.
Estes foram-se distribuindo pela sala e sem querer, e à filme “holywoodesco”, Rita ficou em frente ao exuberante colega.
Sorrisos trocados, palavras de circunstância, concluiriam que viviam nas redondezas um do outro e que eram uns apaixonados por desportos radicais e automóveis.
Bem, nesta parte de automóveis, jipes e familiares, já Rita dizia que sim, pois o jantar já ía longo e tinha sido abundantemente regado com um vinho tinto excelente.
Depois do jantar, todo o grupo se dirigiu ao bar do hotel a por ali foram ficando a conversar e bebendo um copo de final de noite.
Rita pouco tempo ficou, pois já se sentia bastante dormente, e na manhã seguinte teria de fazer uma exposição do trabalho que estava a ser desenvolvido pela agencia onde trabalhava.

quinta-feira, maio 10, 2007

Apesar de ser uma "mulher de fé", como se diz, não sou muito ligada a imagens e a mitos religiosos.Mas não posso deixar em branco estes momentos que são vividos por todo o lado...as peregrinações a Fátima.
São tantos os peregrinos que vejo por estas estradas carregados de devoção...
Este ano foi doloroso para mim...fiquei em casa, não caminhei, mas acompanhei por entre soluços, angustia e tristeza que se foi tornando esperança, a viagem da amiga que se confunde com a irmã...
Chegaste agora ao fim do caminho, mas também ao inicio de um outro doloroso, mas cheio de esperança.
Tudo vai correr bem, querida Nani...és uma Mulher de Coragem, de Fé, de um Mundo de coisas boas.
Vais conseguir...e estarei por cá sempre ao teu lado.

quarta-feira, maio 09, 2007

CALEM-ME A CRIANCINHA QUE NÃO CONSIGO MASTIGAR
João Miguel Tavares
Jornalista
jmtavares@dn.pt

Estava Miguel Sousa Tavares na TVI a comentar a nova Lei do Tabaco quando da sua boca saltou esta pérola: o fumo nos restaurantes, que o Governo quer limitar, incomoda muitíssimo menos do que o barulho das crianças - e a estas não há quem lhes corte o pio. Que bela comparação. Afinal, o que é uma nuvenzinha de nicotina ao pé de um miúdo de goela aberta? Vai daí, para justificar a fineza do seu raciocínio, Sousa Tavares avançou para uma confissão pessoal: "Tive a sorte de os meus pais só me levarem a um restaurante quando tinha 13 anos." Há umas décadas, era mais ou menos a idade em que o pai levava o menino ao prostíbulo para perder a virgindade. O Miguel teve uma educação moderna - aos 13 anos, levaram-no pela primeira vez a comer fora.Senti-me tocado e fiz uma revisão de vida. É que eu sou daqueles que levam os filhos aos restaurantes. Mais do que isso. Sou daquela classe que Miguel Sousa Tavares considerou a mais ameaçadora e aberrante: os que levam "até bebés de carrinho!". A minha filha de três anos já infectou estabelecimentos um pouco por todo o país, e o meu filho de 14 meses babou-se por cima de duas ou três toalhas respeitáveis. É certo que eles não pertencem à categoria CSI (Criancinhas Simplesmente Insuportáveis), já que assim de repente não me parece que tenham por hábito exibir a glote cada vez que comem fora - mas, também, quem é que acredita nas palavras de um pai? E depois, há todo aquele vasto campo de imponderáveis: antes de os termos, estamos certos de que vão ser CEE (Crianças Exemplarmente Educadas), mas depois saltam cá para fora, começam a crescer e percebemos com tristeza que vêm munidos de vontade própria, que nem sempre somos capazes de controlar.O que fazer, então? Mantê-los fechados em casa? Acorrentá-los a uma perna do sofá? É uma hipótese, mas mesmo essa é só para quem pode. Na verdade, do alto da sua burguesia endinheirada, e sem certamente se aperceber disso, Miguel Sousa Tavares produziu o comentário mais snobe do ano. Porque, das duas uma, ou os seus pais estiveram 13 anos sem comer fora, num admirável sacrifício pelo bem-estar do próximo, ou então tinham alguém em casa ou na família para lhes tomar conta dos filhinhos quando saíam para a patuscada. E isso, caro Miguel, não é boa educação - é privilégio de classe. Muita gente leva consigo a prole para um restaurante porque, para além do desejo de estar em família, pura e simplesmente não tem ninguém que cuide dos filhos enquanto palita os dentes. Avós à mão e boas empregadas não calham a todos. A não ser que, em nome do supremo amor às boas maneiras, se faça como os paizinhos da pequena Madeleine: deixá-la em casa a dormir com os irmãos, que é para não incomodar o jantar.
Sinto me perdida num mar de pensamentos...
a amizade, que se confunde num amor fraternal, leva-me quase à loucura por nada poder fazer para mudar o destino de quem amam, e sinto o sacrifico nas palavras que ouço por entre soluços...em lado nenhum se aprende a sofrer assim...
o amor que tardou em chegar, e chegou, mas que se torna fugidio nas incertezas, nos medos de dizer e de perguntar o que me vai na alma, o que sinto em desejo.
mas não sei ser quem os outros querem, não consigo manter sempre o riso, morro por dentro e parto-me em bocadinhos.
continuo a estar sempre para os outros,quando querem, quando precisam, quando choram, quando riem...mas falhei hoje.
falhei comigo.não estive onde devia estar.e senti o que mais me faz doer, o que sempre me fez doer...solidão imensa, desamparo.
a tristeza abraçou-me

quarta-feira, maio 02, 2007

domingo, abril 29, 2007

Isto de relembrar...


Depois de algumas conversas concluí que era extremamente desonesta em não criar o clube Cerelac...
Por isso aí vai, sendo a minha amiga
"rendadebilros" a primeira e maravilhosa sócia!!!

sábado, abril 28, 2007

O Clube Nestum...

Sem querer fazer publicidade...tenho de contar a todos...
Desde sempre me lembro do sabor do Nestum que a minha mãe me punha bem debaixo do nariz para eu acordar...mas não era Nestum assim sem mais nem menos!
Era num prato de sopa de bebé, bem grosso...tipo argamassa!
Toda a gente lá em casa destestava, e o meu irmão até tinha vómitos só de ver...e eu deliciava-me ao acordar!!!
Nunca mais me tinha lembrado disto até ontem ter conversado com um amigo, o António, sobre estes tempos de meninice...o tulicreme às pazadas...as gemadas carregadinhas de açucar...as batatas fritas feitas em casa...e o Nestum...
Foi lindo!
E não é que os dois ainda gostamos de Nestum com a colher espetada sem cair?E não venham cá com o Nestum de Figos e de Arroz...
Nestum só há um...o de Mel!
Aqui pergunto, quem é do nosso clube?Os do Nestum???
O Clube iniciou-se ontem e os primeiros sócios são:eu e o António!

quarta-feira, abril 25, 2007



Porque hoje o dia é em Vermelho!

Vermelho de sangue que tantos derramaram nas lutas obrigadas por maníacos em terras longínquas de sol abrasador...

Homenageio o meu Pai, que lutou por obrigação sem poder fugir, sem poder dizer NÃO!

Obrigado Pai, pois as tuas "lutas" fizeram com que hoje eu possa dizer Não...e me ensinaram a respeitar, a desejar o bem, a lutar por um Mundo melhor...

Obrigado a todos que por palavras, sons, amor e guerra foram lutando e nos ofereceram a liberdade em mãos sofridas.

Que pena que nem tudo tenha corrido pelo melhor, mas nunca, nunca mais o dia nascerá cinzento!

25 de Abril Sempre...