quarta-feira, janeiro 31, 2007

conversas...conversas...


-ninguém olhava para ti como realmente és
só viam aquilo que tu mostravas
a "louca"…
-mas é o que as pessoas querem...
-para fugires do que realmente és
-agora para quem gosto mesmo, é diferente!
merecem que eu seja eu…
mas o que é que tu achas que eu sou?
sou igual a uma montanha de pessoas!
apenas um bocadito mais sensível!
com capacidade de ver as coisas lindas da vida
e gostar delas e curtir,
o resto não me interessa.
fujo da maldade, porque não a suporto,
gosto de ajudar e quando não consigo sofro,
e quando amo os meus amigos é até morrer, dou tudo
e por amor...vou ao fim do mundo
aqui tens o meu testamento!

quinta-feira, janeiro 25, 2007

Silbermond - Das Beste

Que pena não perceber nada!Mas divulgo a música vinda da Alemanha,mandada pelo Debonnet!Bjinho para ti, melga

quarta-feira, janeiro 24, 2007

Só falta a voz da Elis

Será que alguém me ensina a colocar esta música no meu blog?Sou mesmo DAH!
Para todos que amam...

Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida
eu vou te amar
A cada despedida
eu vou te amar
Desesperadamente
eu sei que vou te amar
E cada verso meu será pra te dizer
Que eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida
Eu Sei que vou chorar
A cada ausência tua
eu vou chorar,
Mas cada volta tua há de apagar
O que essa ausência tua me causou
Eu sei que vou sofrer
A eterna desventura de viver
a espera
De viver ao lado teu
Por Toda a minha vida.

Vinicius de Moraes - Eu Sei Que Vou Te Amar

Mais um dia...

Hoje foi um dia para os outros.
É aqui que vejo a dimensão de mim própria, e de quanto me sinto viva.
Fui a motorista dos miúdos cá de casa e amigos...logo pelas 8 da manhã é uma correria, com gritinhos satisfeitos da Terezinha, a cara de sono da Bia e o sorriso matreiro da Mariana.O João delira!A mãe é companheira das risadas e conversas até à escola!
Depois é a hora da Leonor!Vestir uma donzela com sonito é dose!Muda roupa!Não quero azul!Quero a mini!(mini com 6 anos!)Enfim, paciência por entre gargalhadas por a achar o delírio!E prometi...logo pela manhãzinha que iria cortar o cabelo ao cabeleireiro que ela gosta!Promessas para cumprir...mesmo!
Porta da escola e depois o sossego!Silêncio!Regresso a casa.Hoje é dia livre!
Sorno para um lado, sorno para o outro!Faço horas para entrar no papel de motorista, novamente!
O almoço relembra o passado:apenas o João está a mais.
Mãe, Pai, Avó e Irmão.Almoço de alheiras vindas de Chaves, da família onde o meu irmão entrou devagarinho pela mão da Rita e a quem hoje vai oferecer mais um membro!O nosso bébé está para chegar!
"Nosso?"Sim, também vai ser meu...afilhado ou afilhada!
Mas o dia ainda ía a meio!Saí com a minha mãe.Fomos caminhar e ver montras para o bébé!Já nada se faz sem pensar no pequenito!
Conversamos e rimos, mas nada dissemos e tanto temos para dizer.
Gosto de andar com ela,sinto a falta dos nossos momentos, das nossas conversas, mas tenho de pensar que eu cresci, já sou grande e nem sempre mergulhamos na vida da mesma maneira.
Voltas e voltas, palavras e palavras...e eu sempre por perto.
Acabei no cabeleireiro...cumpri!Ficou linda, a donzela dorminhoca!
Cheguei a casa cansada, mas completa.Dei de mim o que posso, mas que tantas vezes não chega.
Fico sózinha e brinco no teclado.Solidão cheia de calor de quem amo:mãe, pai, irmão,rita, filhotes.
O dia foi para eles...mas anoiteceu e o tempo fica sereno,longo, e alguém me espera...
É o meu tempo, o meu espaço, o meu momento...aconchego-me nos braços fortes, ouvindo a voz que me enternece e vivo alguém...

terça-feira, janeiro 23, 2007

segunda-feira, janeiro 22, 2007

Há dias que ando para gritar...
Será que a vida ainda me surpreende?

sábado, janeiro 20, 2007

You can leave your hat on

Bom Fim de Semana!!!

quarta-feira, janeiro 17, 2007

O meu filho perguntou-me se eu era a favor do aborto.
Fiquei parada por momentos sem saber o que dizer.
Olhei para ele e senti um aperto:e se eu tivesse abortado?
Ele não estaria aqui!
Então expliquei-lhe o que pensava:não sou a favor do aborto, acho que ninguém é.
"Então mãe, o que vais votar?"
Vou votar SIM!
"Mas se és contra o aborto, como é que vais votar SIM?"
Porque sou pela liberdade de escolha de cada mulher,... de todas as MULHERES!
E contei-lhe das mulheres que tinha conhecido que tinham praticado o aborto...porque todos conhecemos alguém que o praticou, mas fazemos de conta que não sabemos...
Todas por razões diferentes, e todas em condições tão diferentes.
Condições que só o dinheiro pode dar, que só a hipocrisia pode oferecer.
"Então, mãe, quem não tem dinheiro pode morrer?Não é justo!E depois nos hospitais as pessoas até podem ser ajudadas e já não pensarem em fazer o aborto, e ter os bébés, não é?"
Maravilhosa inocência...
Tenho essa esperança, meu amor, minha vida, meu filho!
Tenho esperança na liberdade conquistada...

quinta-feira, janeiro 11, 2007

Facil de Entender The Gift no Europarque

Estavamos lá!
António Variações - Humanos - Muda de Vida - Sic Noticias

Vá lá mudar de vida!!!
Durante as longas viagens que faço para ir trabalhar, não posso deixar de olhar o que me rodeia e o que em mim vejo...
Percorro quilómetros de paisagem bonita, verde, vermelha, amarela e laranja, brincando às escondidas com os raios de sol que rasgam as folhagens do caminho.
Em alguns sítios abrando para absorver a beleza e a grandeza de um rio que espelha tanta alegria, e tanta tristeza, e continuo por curvas e curvas até abrandar para mais uma vez espreitar a natureza tão quieta, mas tão dinâmica que se me apresenta.
E vejo-me...organizo-me por cores, por paisagens, por momentos que abrando e por momentos que acelero!
Sou assim...distraída nas viagens, distraida na vida...

quarta-feira, janeiro 03, 2007

E lá chegou o ano, sorrateiro, sorrateirinho, por entre lágrimas chuvosas de saudade do outro ano e sorrisos solarengos dele próprio...
Depois dos festejos, depois das passas e desejos ora sinceros ora obrigatórios, voltamos ao mesmo sítio...à consciência de dias e dias de preocupações bem apimentadas de emoções, ilusões, paixões!!!
Com tanto ões...até me apetece dizer uma bacorada...para animar a malta!!!
Mas o ano vem cinzento e apertado, cheiinho de indefinições, com tantas decisões a tomar(lá vem o ões!!!)vamos lá ver o que nos vão tramar...na escola, nos impostos e até o saboroso pãozinho vão aumentar!
A nós, professores, tenho esperança que mais não vamos levar e sossegados nos vão deixar até novas pancadas pedagógicas se lembrerem de inventar...(agora foi ar...)
Para todos os outros, espero do fundo do coração que as cores se tornem mais bonitas e que apesar de ser dificíl a esperança não morra...
Bom Ano!