sexta-feira, maio 09, 2008

Amor...faz importar...

Pensar em amor é levar-me por uma viagem alucinante que remonta os primeiros momentos de saber que existo.Fui namoradeira, sonhadora, leitora de tudo e ouvinte das mais belas melodias românticas, por isso pensar em amor...é sorrir de olhos fechados!

Ao longo da vida de 39 aniversários percorri todas as formas de amor...dos pais, irmão, marido, filhos, amigos.E cheguei aqui, a onde me encontro, num amor desconhecido e ainda assustado!

Depois do post sobre as 6 coisas que não interessam, que não importam, o amuo e a tristeza abateram-se sobre o meu olho verde!No momento, impulsiva como sou, não percebi o porquê de tão tristeza o assombrar, mas depois, depois dele calmamente me dizer, ou antes, depois de eu acalmar e ouvir(dificuldade a minha, não em ouvir, mas em acalmar...) é que percebi que o que não importa mesmo,acaba por importar...mesmo...

Então pensei...nada importa quando nada se tem!Mas quando se encontra e se tem tudo muda de cor e de sabor e...tudo importa.
E este amor...tardio e sentido como primeiro, acolheu-me e fez-me estar, e ver, que...

6 - Importa morrer, pois o João e a Leonor vão crescer, vão ficar autónomos e independentes...e sempre vão precisar de mim nem que seja para eu ali estar.
E o Luís vai estar ali...a vê-los ir e a vê-los chegar, ao meu lado, de mão dada comigo e a sorrir para mim...para eu não morrer, para eu não me ir...por isso importa tanto... morrer...

5 - Eu...esquecer-me de mim...importa tanto!Todos os dias que não me olho porque tenho medo de me importar...se estou gorda(ai magra...quem dera!!!)se tenho uma nova ruga, se estou contente, se estou triste.Pensar nos outros, importar-me com os outros, acaba por ser bem mais fácil...e importa tanto eu ter coragem de me ver, de me sentir...

4 - Chefes e patrões...importam porque se tornam pedras no meu sapato...porque não gosto de ver nem se sentir a mão de quem manda, porque o poder mata a vontade de melhorar o que nos rodeia.Por isso importa, lutar e nunca deixar cair os braços contra chefes e patrões...

3 - Sabia, porque também sou alérgica aos ditos ácaros, que a cama não devia ser feita...sempre foi a minha desculpa e será...mas importa, segundo as assistentes sociais que conheço, importa que esteja feita nos próximos tempos, até que uma colega delas venha lá a casa ver em que condições os meus filhos vivem...para eu poder ter a guarda deles!!!Enfim...cama feita para felicidade dos malandrecos dos ácaros...e julgamento na sociedade...

2 - E importa os gadgets...(usei outra vez...) para os miúdos em idade de pré adolescência...porque lhes dá estatuto com as miúdas...e eu acabo por quase, quase me render...quase!!!

1 - E finalmente...o dinheiro...importa!O sonho nasce e o dinheiro realiza...passear, ter uma casa no meio do monte para passar os dias de refugio, ter livros, musica...

e proporcionar tudo de bom, de original, de livre escolha ao João e à Leonor...

Por isso tudo importa...quando se ama alguém...mesmo sendo tardiamente, assustador e desconhecido...e importa dizer todos os dias: amo-te Luís

quarta-feira, maio 07, 2008

6 coisas que não importam...

Vinda da Renda, e apanhando-me em hora de nada fazer-nem-pensar-nem-sentir...
1 - Dinheiro...não me importa para nada.Apenas a necessidade faz dele ser importante, mas não me importa nada.Se tenho, tenho...se não tenho, paciência.Desde que dê para comer!!!
2 - Com grandes carros, televisões, computadores e gadgets(andava a ver onde podia aplicar a palavra...gadgets!!!)sofisticados e caros.Dá para ver?Dá para andar?Dá para fazer umas coisitas?
Siga...
3 - Ter a cama feita...desde sempre,nunca me interessei se fazia a cama ou não.Seca...andar de um lado para o outro para alisar, compor e depois desarrumar tudo novamente.Atiro a roupa para trás e à noite é que ponho tudo no lugar...mesmo antes de ir dormir...escandalizados?Mas engraçado, detesto dormir numa cama mal feita!!!
4 - Chefes e patrões.Lido mal com a autoridade...que se torna autoritarismo e falta de bom senso...
5 - Eu...esqueço de mim.Penso em todos, se estão bem, se precisam de alguma coisa, se posso fazer alguma coisa para ajudar...
6 - Morrer, quando o João e a Leonor estiverem plenamente autónomos e independentes.Não precisem mais de mim...