quarta-feira, maio 23, 2007

A Canela!

Não estou triste!
Por vezes desanimo, mas não estou triste.
Sinto que o tempo se perde por coisas banais,em esperas disto e daquilo.Mas sem interesse.
Tempo que podia preencher com carinhos e ternuras que se descobrem, na leitura das primeiras palavras da terrorista cá de casa,e nas pesquisas para os trabalhos da escola do intelectual...
Sinto falta desse acompanhamento que me é obrigado, mas que acaba por ser querido, tornando-se não numa penosa tarefa, mas sim numa saborosa companhia e união.
E o tempo que me dedico a mim?Para o corpo...como deveria fazer!!!já nem me lembro!um óleo que percorre a pele marcada pela idade, é o luxo a que me dou entre banho e toalhão...
O resto vai sendo como o pó fino de canela!Pouco, raro, de cheiro intenso e apetecível...
Afrodisíaca...a canela... entranha-se em mim e faz-me desejar mais e mais os momentos que procuro e vou encontrando...

4 comentários:

rui guerra disse...

óptimo. fico mais contente assim.

ofthewood disse...

e eu idem aspas.

rendadebilros disse...

Uma jovem como tu!!! ainda bem que acabaste com pensamento positivo a cheirar a canela...
Beijos.

Anónimo disse...

intelectual...só se for da batata.

Beijos
do teu filho João