quarta-feira, dezembro 20, 2006

Bom Natal

Olha o sol que vai nascendo
Anda ver o mar
Os meninos vão correndo
Ver o sol chegar

Menino sem condição
Irmão de todos os nus
Tira os olhos do chão
Vem ver a luz

Menino do mal trajar
Um novo dia lá vem
Só quem souber cantar
Vira também

Negro bairro negro
Bairro negro
Onde não há pão
Não há sossego

Menino pobre o teu lar
Queira ou não queira o papão
Há-de um dia cantar
Esta canção

Olha o sol que vai nascendo
Anda ver o mar
Os meninos vão correndo
Ver o sol chegar

Se até da gosto cantar
Se toda a terra sorri
Quem te não há-de amar
Menino a ti

Se não é fúria a razão
Se toda a gente quiser
Um dia hás-de aprender
Haja o que houver

Negro bairro negro
Bairro negro
Onde não há pão
Não há sossego

Menino pobre o teu lar
Queira ou não queira o papão
Há-de um dia cantar
Esta canção

3 comentários:

Anónimo disse...

Infelizmente o Ntal não é para todas as crianças. Muito bonito este teu poema. por favor passa pelo Cinema Paraiso e vota no melhor filme do ano. jinhos

NARNIA disse...

Gostei, algo comovente mas reside sempre a esperança...
menina simpática deixo um beijinho e votos de DIAS FELIZES :)

Papagueno disse...

Olá, vim só desejar um FELIZ NATAL.