domingo, outubro 22, 2006

Continua a chuva matreira, o vento de levar tudo pelo ar e o cinzento impera nas cores do dia.
Mas tudo se passa lá fora enquanto eu aqui de dentro da janela vou sonhando, vou vivendo.
As minhas cores esbatidas de sentir tantas contradições vão tomando vida perante as resoluções que se me impõem ter.
Porque é que tudo que se pensa se torna doloroso para alguém?Resolve-se viver e sorrir, e há sempre alguém que sofre pois não nos deseja o bem...
Resolve-se ficar abatida, inérte, esperar que o mundo ande e avance, e alguém sofre pois ama nos de verdade...
Acabo por pensar na dualidade do bem e do mal!Também nós somos duas imagens que se unem permanentemente e se afastam impunemente...
Desejamos o bem a quem nos ama, desejamos mal a quem não amamos!
é loucura total,mas é mais louco aquele que não o é e diz que é!
A loucura seduz-me diariamente...e é nela que me revelo em sentimentos tão puros e singelos.Orgulho-me se me sentir louca pois sei que faço feliz quem me ama...
Chegou a Belém...vou vê-la e senti-la...fez-me pensar que ainda quero ser mãe,que ainda tenho dentro de mim amor para dar vida...

1 comentário:

Papagueno disse...

Olá, só para deixar uma beijoca.